Mundo Operário

GREVE DOS SERVIDORES

Chamado ao ato em apoio à greve dos Servidores municipais contra o SAMPAPREV

Chamamos todos ao ato de servidores e professores convocado pelo Comando de Greve, amanhã, às 12h, na escola Marechal Rondon, na Zona Norte de Sâo Paulo. A greve contra o SAMPAPREV segue crescendo, e é hora de retomar a força que derrotou esse projeto em março do ano passado, para impor uma nova vitória.

segunda-feira 11 de fevereiro| Edição do dia

Desde o dia 4 de fevereiro os professores e servidores municipais vem encampando uma importante luta contra a Reforma Previdência no município, o SAMPAPREV, que foi aprovada por Bruno Covas, no final do ano passado. Covas, de forma intransigente se nega a ouvir as pautas e reivindicações dos professores e dos servidores municipais.

A unificação entre os professores e os servidores nessa luta, é fruto de uma primeira grande batalha, que foi dada em março do ano passado, que com uma enorme força dos servidores conseguiu barrar a proposta do SAMPAPREV do então prefeito João Dória. Agora é preciso retomar com tudo essa enorme força da unificação, que serviu de exemplo no ano passado, para fazer com que a greve continue crescendo, ganhe cada vez mais força, e imponha a vontade dos servidores públicos, que é a derrubada da Reforma da Previdência de Covas.

Nesse sentido, é fundamental fortalecer a organização da greve a partir do Comando de Greve, e também a partir de reuniões em todas as escolas, que debata os rumos da greve e que eleja seus próprios representantes, para que dessa forma possamos exigir das direções dos sindicatos (como o SINPEEM e o SINDSEP) que as assembleias e a própria greve seja dirigida e tomada nas mãos por aqueles que vivem o dia-a-dia das salas de aula, dos hospitais e ambulatórios, e de todos os outros serviços públicos do município.

Por isso, amanhã, na Zona Norte de São Paulo, no bairro do Jardim Tremembé, professores e servidores de postos médicos e outras categorias farão um grande ato, convocado pelo Comando de Greve, que se concentrará na Escola Marechal Rondón. O ato busca reunir os professores, servidores de todas as categorias e todos aqueles que apoiam essa luta, para conversar com a população, com os alunos, com os pais, explicando a necessidade e a importância dessa luta e por que essa greve é justa. O apoio da população é muito importante para a luta dos servidores, ainda mais o apoio das mães, que sabem muito bem o que são as péssimas condições na educação e na saúde municipal entregue pela prefeitura na cidade de São Paulo.

Chamamos a todos a se somarem a esse ato na Zona Norte de São Paulo, convocado pelo Comando de Greve, que é composto por diversos servidores e professores, amanhã, na Escola Marechal Rondon!




Tópicos relacionados

Sampaprev   /    Servidores Públicos   /    Educação   /    Professores   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar