Juventude

Chamado a construção da unidade entre os estudantes e todas as chapas pra fortalecer o CAPPF

Reproduzimos chamado da Juventude Faísca aos estudantes e organizações da oposição de esquerda na Faculdade de Educação para a conformação de uma chapa de unidade pra enfrentar os ataques de Bolsonaro e fortalecer o Centro Acadêmico.

terça-feira 12 de novembro| Edição do dia

Há quase 4 anos as forças da oposição de esquerda se apresentam divididas frente as eleições para o Centro Acadêmico, o que em alguns momentos inclusive enfraqueceu a nossa capacidade enquanto movimento estudantil organizado de poder expressar mais fortemente nossa luta dentro e fora da universidade. O cenário pede a mais ampla unidade. Diante de eleições tão divididas nós sempre defendemos a proporcionalidade como forma de fortalecer nosso centro acadêmico, e para que cada voto pudesse ser devidamente expresso na gestão. No entanto, frente ao governo Bolsonaro e enorme necessidade da unidade para barrar os ataques e lutar por um outro projeto de educação e sociedade, achamos que seria muito importante uma reunião para debater um programa comum de chapas para o CAPPF, que poderia ser um passo muito fundamental para fortalecer nossa entidade estudantil, envolvendo o conjunto dos estudantes nas discussões sobre qual o programa necessário para fortalecer o centro acadêmico como um pólo de organização dos estudantes para enfrentar Bolsonaro e os ataques, apontando uma caminho de superação dos métodos burocráticos da direção do PT que está a frente do DCE. 

Com a soltura de Lula, que representa uma imensa derrota para a operação lava-jato, se faz ainda mais necessário que nos apoiemos nessa derrota para lutar contra todo o plano do golpismo no Brasil apresentando um projeto político da esquerda independente do PT, lutando em defesa da educação pública. E para que nossas entidades sejam ferramentas de organização desde a base, superando os métodos burocráticos, expandindo o debate e a construção de uma unidade em base a profundas discussões de ideias e programas. Para que todos os estudantes, organizados ou não, sejam sujeitos para lutar pelos novos rumos do movimento estudantil, sem que nos limitemos às mesmas alianças de sempre. Fazemos esses chamados a todos os estudantes da pedagogia e licenciaturas, e também para atual gestão do CAPPF, a chapa Mãos Dadas, composta pelo Afronte, Ação Subversiva e independentes. É preciso construir uma unidade pelo debate de ideias!

Nos estudantes da Faculdade de Educação estivemos na linha de frente da luta contra os ataques do governo Bolsonaro. Por meio de uma ampla unidade entre estudantes, professores e funcionários construímos fortes blocos nos dias 8 de março, 15 e 30 de maio, bem como espaços deliberativos, como as plenárias e assembleias dos três setores, mostrando a força dessa faculdade que se colocou na linha de frente do movimento do estudantil na USP contra cada ataque da extrema direita. Acreditamos que é necessário fortalecer ainda mais nossa unidade nas lutas, mas também a construção cotidiana das nossas entidades estudantis como ferramentas de auto-organização dos estudantes.

Por isso, nós da Faísca juntamente com diversos estudantes independentes do curso, frente as eleições para o Centro Acadêmico, apresentamos esse chamado a construção de uma reunião que debata programa para formação de chapas no CAPPF, que possa reunir todos aqueles setores que se colocam como oposição de esquerda a esse governo reacionário, buscando superar os métodos burocráticos das direções majoritárias do movimento estudantil representadas pelo PT, PCdoB e Levante Popular da Juventude, que estão a frente do nosso DCE, com a gestão Nossa Voz. Acreditamos que seria muito importante reunir os estudantes da pedagogia e licenciatura, e as diversas organizações da oposição de esquerda que atuam no curso para debatermos uma perspectiva de unidade baseada num programa que possa fortalecer nossa entidade frente aos grandes desafios que estão colocados.




Tópicos relacionados

FEUSP   /    CAPPF   /    Educação   /    USP   /    Juventude

Comentários

Comentar