Sociedade

PORTO ALEGRE

Centros Acadêmicos das Artes UFRGS convocam todos ao ato em defesa ao Cinemateca Capitólio

Sábado, dia 8 de fevereiro, às 16h em frente à Cinemateca Capitólio irá ocorrer um ato em defesa da sua gestão 100% pública convocado pela A AAMICA - Associação de Amigos da Cinemateca Capitólio.

Luno P.

Coordenador Geral do Centro Acadêmico do Teatro da UFRGS (CADi)

sexta-feira 7 de fevereiro| Edição do dia

Marchezan vem demonstrando ao longo de sua gestão ser um aliado regional de Bolsonaro que quer avançar em ataques e privatizações para garantir o lucro de empresários e nos tirar o direito à cultura e a cidade, extinguindo os fundos municipais que estão há 3 anos sem movimentação, incluindo o FUMPROARTE (Fundo Municipal de Apoio a Produção Cultural), que presta apoio financeiro a projetos artístico-culturais, ataca os artistas locais e avança na retirada de direitos para o conjunto da população. O seu projeto neoliberal, privatista e antidemocrático, quer apagar a memória cultural de Porto Alegre.

Na última semana, foi debatido a possibilidade de terceirização da Cinemateca Capitólio que é um espaço de difusão cultural dedicado ao cinema e audiovisual e possui sessões gratuitas, de qualidade e abertas ao público. A proposta de terceirização da prefeitura entregará a administração do nosso acervo cultural que produz projetos educativos, inclusive de alfabetização audiovisual, para uma OSC (empresa privada), tirando o caráter público e todos os projetos nele realizados. Precisamos conhecer, frequentar, divulgar e defender que esse espaço seja público, gratuito e de qualidade, controlado por seus trabalhadores e usuários.

Além da Cinemateca, Marchezan vem atacando a cultura e o direito à cidade com suas últimas declarações defendendo o que chama demagogicamente de "autogestão” da Usina do Gasômetro e a mudança do modelo original da saída do Carnaval de Rua de Porto Alegre na Cidade Baixa, retirando o direito de livre expressão artística, celebração de nossas tradições e dos espaços públicos de produção artística. Tudo isso se soma a sua tentativa de aumento da passagem do transporte público e diversos outros ataques que aumentam o custo de vida para os porto-alegrenses. Por isso, convidamos a todas e todos que participem do ato de sábado contra o projeto privatista de Marchezan, Leite e Bolsonaro!




Tópicos relacionados

CATC UFRGS   /    Teatro UFRGS   /    UFRGS   /    Teatro   /    Sociedade

Comentários

Comentar