Sociedade

ATENTADOS CONTRA CENTRO ESPÍRITA

Centro espírita sofre ataque por intolerância religiosa pela terceira vez em duas semanas

A Casa do Mago, um centro espiritual sediado no Humaitá, na zona sul do Rio, foi atacado na madrugada desta quarta-feira, 16, pela terceira vez em 16 dias. Câmeras de segurança registraram quando dois homens jogaram um líquido no portão e lançaram uma bomba para dentro do imóvel. Houve explosão e chamas. Ninguém se feriu. O caso foi registrado na Polícia Civil, que não havia identificado os autores do atentado até o fim do dia.

quinta-feira 17 de agosto| Edição do dia

O primeiro ataque da série aconteceu às 22h30 de 31 de julho. Dois homens a pé jogaram um líquido combustível na face externa do portão e atearam fogo. Imagens de uma câmera de segurança mostram que o fogo chegou a atingir um dos criminosos. O suspeito fugiu correndo enquanto tentava apagar as chamas da roupa. O incêndio danificou o portão e um letreiro do estabelecimento.

Menos de 48 horas depois, por volta das 18h de 2 de agosto, dois homens em uma moto pararam na frente da Casa do Mago e lançaram uma bomba feita com explosivos e pregos. Uma funcionária do estabelecimento estava perto da explosão, mas não foi ferida. Os dois homens fugiram na moto.

O último atentado ocorreu por volta da 1h desta quarta. Um carro preto parou na frente do imóvel, um homem desembarcou, jogou um líquido no portão e voltou ao veículo. Outro rapaz, com o rosto coberto, saiu do automóvel e lançou um artefato por sobre o portão. A explosão causou danos.

"Estamos vivendo uma guerra religiosa. A intolerância se acirrou", diz Ubirajara Pinheiro, de 63 anos, dono da Casa do Mago. A secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Teresa Bergher, afirmou que os fatos não são isolados e precisam ser apurados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar