Política

CENSURA AO JORNALISMO

Censura: Jornalista é ameaçado por fazer perfil do filho de Bolsonaro

Bruno Abbud foi citado por um tweet no perfil pessoal de Carlos Bolsonaro, que afirma estar tendo sua vida “vasculhada”. Após a publicação, o jornalista foi bombardeado por ameaças dos seguidores das ideias do vereador e de seu pai.

quarta-feira 12 de dezembro de 2018| Edição do dia

O jornalista da Folha de São Paulo, Bruno Abbud ao iniciar uma pesquisa para um perfil do filho de Bolsonaro, Carlos Bolsonaro, deputado federal pelo Rio de Janeiro, e provavelmente com bastante a temer, ainda mais após os prematuros escândalos de corrupção do governo Bolsonaro, começou a ser ameaçado pelos seguidores do clã reacionário.

Bruno Abbud foi citado por um tweet no perfil pessoal de Carlos Bolsonaro, que afirma estar tendo sua vida “vasculhada”. Após a publicação, o jornalista foi bombardeado por ameaças dos seguidores das ideias do vereador e de seu pai. Após as ameaças Abbud realizou um boletim de ocorrência denunciando e pedindo proteção. Claramente essa atitude persecutória visa censurar e calar a mídia.

Não é a primeira vez que um jornalista sofre esse tipo de ameaças por pesquisar ou buscar saber acerca da vida do clã Bolsonaro. Patrícia Campos Mello, autora da denúncia do escândalo de caixa 2, que financiou as fakenews e garantiu a eleição fraudulenta de Bolsonaro, durante as eleições também sofreu retaliações por parte de seus seguidores, xingamentos machistas e ameaças de morte. Uma verdadeira perseguição contra quem quer provar que os Bolsonaro, ao contrário do discurso de "novidade", "fora do sistema" e "contra a corrupção", nada mais são do que parte do que há de mais velho e podre no regime político corrupto do país.

É de costume da família Bolsonaro incentivar esse tipo de ação contra seus opositores, que trazem a tona o verdadeiro caráter e a serviço do que está Bolsonaro. A pergunta que fica é, o que estes têm a esconder? Possivelmente o escândalo do desvio milionário envolvendo o motorista de Bolsonaro seja somente a ponta do iceberg dos podres familiares, que pode ser uma grande pedra no caminho no plano de ajustes econômicos, prioridade do futuro governo, de reforma da previdência, privatização da educação pública e da Petrobrás, que vem para arrancar o futuro da juventude e atacar a classe trabalhadora no país, e por isso precisam ser abafado a todo custo.




Tópicos relacionados

Carlos Bolsonaro    /    Governo Bolsonaro   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar