14J CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Caxias do Sul amanhece com escolas paradas, cortes de rodovia e atraso na saída de ônibus

Num dos maiores polos industriais do país, que concentra grandes fábricas como Random e Marco Polo, a paralisação foi forte

sexta-feira 14 de junho| Edição do dia

A manifestação em frente a garagem da empresa de ônibus da cidade, a Visate, atrasou a saída dos ônibus até as 6h da manhã. Segundo informou o jornal O Pioneiro, seis pontos de corte aconteceram até as nove da manhã em rodovias e avenidas de acesso à cidade.

Nas escolas da cidade a paralisação está forte. Dos 82 colégios municipais 54 aderiram a greve e dos 55 estaduais, pelo menos 32 e dois estão participando da paralisação contra a reforma da previdência.

Nas fábricas, temos a confirmação de que pelo menos a Random, maior fábrica da cidade, funcionava ao menos parcialmente pela manhã.

Num polo do bolsonarismo e da extrema-direita como Caxias do Sul, essa é uma demonstração de que existe disposição de luta e que a mobilização poderia ser maior se os sindicatos, em especial o dos metalúrgicos, dirigido pela CTB, colocassem suas forças para organizar assembleias de base e mobilizar os trabalhadores.




Tópicos relacionados

14J   /    14J Contra a reforma da previdência   /    Reforma da Previdência

Comentários

Comentar