Negr@s

RACISMO

Cartazes racistas são colados na porta da casa do ativista negro Marco Antônio André

O advogado e ativista Marco Antônio André encontrou os cartazes que diziam "Negro,comunista, antifa, macumbeiro. Estamos de olho em você". Também haviam desenhos do grupo supremacista Ku Klux Klan.

Bruno Portela

São Paulo

quinta-feira 28 de setembro| Edição do dia

O advogado e ativista negro Marco Antônio André, que também é do Candomblé denunciou nessa segunda-feira em seu perfil do Facebook que havia encontrado cartazes com os dizeres “Negro, comunista, antifa, macumbeiro. Estamos de olho em você." e ilustrado com desenhos e símbolos do grupo racista supremacista branco norte-americano Ku Klux Klan. Um cartaz estava colado em sua porta e outros dois em um poste na frente de sua casa em Blumenau, Vale do Itajaí.

Marco Antônio foi na manhã de ontem (quarta-feira, 28) registrar o boletim de ocorrência, o caso será investigado pela 2ª Delegacia de Polícia Civil do município. No entanto, mesmo com uma onda crescente de ataques às religiões de matrizes africanas, em declaração ao site de notícia G1, o delegado Lucas Gomes de Almeida, que tem 30 dias pra concluir o inquérito, disse estar trabalhando no caso como um fato isolado.

A denúncia viralizou na rede e obrigou até mesmo as mídias tradicionais a divulgarem o caso: “Hoje pela manhã os postes da minha rua e a porta da minha casa amanheceram com este aviso. Todos que me conhecem, sabem o quanto luto para que diferenças sejam respeitadas. Ser do Candomblé, além de ser um ato de fé, é cultuar meus ancestrais Africanos. Quando me coloco a favor dos menos favorecidos e luto pelos direitos e igualdade de TODOS, não quero excluir, quero agregar. Se minha luta contra o fascismo é incômoda para alguns, o problema não está em mim. Continuarei na minha luta, por uma sociedade justa e igualitária. Continuarei firme na batalha junto ao NEAB, pois é através da EDUCAÇÃO que mudaremos muita coisa. Farei, agora mais do que nunca, parte da Comissão da Verdade sobre a Escravidão Negra no Brasil da OAB, pois inclusive em Blumenau, há muitas histórias que não foram contadas. Obrigado a todos pelas mensagens de apoio, isso só mostra que o autor da faceta é minoria.” [...]

A Diretoria da OAB/SC, Diretoria da Subseção de Blumenau e Comissão de Igualdade Racial da Seccional repudiaram em nota o caso de racismo, segue um trecho da declaração:

[...] “Em Blumenau, dias atrás, algumas ruas amanheceram com cartazes que contêm ameaças neonazistas. Isso ocorre a poucos dias da Oktoberfest, quando boa parte dos brasileiros estará com os olhos voltados para uma das maiores festas do mundo. Os cartazes, pasmem, dizem "Negro, comunista, antifa e macumbeiro. Estamos de olho em você". Um ato bárbaro, covarde, praticado às escondidas por indivíduos que não ousam mostrar a cara, por certo cientes do caráter abominável do que fazem. Atos, além disso, que de forma alguma refletem o espírito da maioria da população.
A Seccional catarinense da Ordem dos Advogados do Brasil e a Subseção de Blumenau, assim como a Comissão de Igualdade Racial da Seccional, não podem silenciar diante de fatos tão graves e manifestam repúdio àqueles que, de forma irresponsável, sem medir consequências, ousam atentar contra seus semelhantes de forma infame. Da mesma forma, é inadmissível que num espaço público pessoas continuem sendo desrespeitadas e tendo sua dignidade ofendida.

Pelos motivos acima expostos, a OAB se une às inúmeras manifestações de repúdio e pede que os órgãos competentes investiguem os fatos a fim de punir exemplarmente os autores.”

Nós do Esquerda Diário manifestamos todo nosso apoio ao Marco Antônio André e repudiamos as manifestações racistas e de intolerância religiosa que vem acontecendo no país, e queremos colocar nosso portal a serviço desse combate.




Tópicos relacionados

Racismo   /    Negr@s

Comentários

Comentar