SP: GREVE DE PROFESSORES E SERVIDORES

Carta aberta de pais de alunos mostra amplo apoio da população a greve dos servidores de SP

terça-feira 19 de fevereiro| Edição do dia

Para confrontar a narrativa construída pela mídia burguesa, que opõe os pais e familiares dos alunos a greve dos professores da rede municipal, vários pais decidiram escrever uma carta aberta manifestando seu apoio a greve dos municipários pela revogação do Sampaprev. Rapidamente a carta já conta com mais de 900 assinaturas.

As mães e pais manifestam seu apoio aos servidores em luta compreendendo o desmonte do ensino e dos serviços públicos que precariza as condições d etrabalho dos servidores, e sabendo também que a confirmação do Sampaprev abre caminho para a reforma da previdência nacional que em breve atacará a todos os trabalhadores.

Confira a abaixo a carta na íntegra, e acesse o link aqui para também assinar a carta de apoio.

Nós, mães pais e familiares de alunos das escolas da rede pública de São Paulo, viemos por meio desta carta manifestar todo o nosso apoio à luta dos servidores públicos municipais.

Mesmo enfrentando uma situação delicada com as paralisações nas escolas, nós entendemos que a situação que leva os educadores e outros servidores à greve é ainda mais grave.

Sabemos que o momento é de extremo risco para a educação pública da cidade de São Paulo e, também, do Brasil. A política de desmonte do ensino público está evidente e é inadmissível para nós, enquanto famílias, que assistamos a tudo isso sem nos manifestarmos.

Estamos ao lado dos educadores e não concordamos com a aprovação do Sampaprev, uma reforma da previdência municipal cruelmente aprovada na Câmara dos Vereadores de São Paulo no dia 26 de dezembro de 2018, retirando direitos dos trabalhadores, aumentando a taxa de contribuição de 11% para 14%, fixa o teto do INSS em 5.839,45 para a aposentadoria do trabalhador que ingressar no trabalho após a publicação da lei, entre outros confiscos.

E, para além do nosso apoio aos educadores dos nossos filhos, também entendemos que a aprovação do Sampaprev abre caminho para que nós, cidadãos, sejamos impactados em breve pela reforma da previdência nacional.

Sendo assim, nós, mães, pais e familiares das escolas públicas da rede municipal de São Paulo apoiamos essa luta e pedimos ao poder público, em coro com os professores dos nossos filhos, a revogação imediata da lei 17020/2018. Essa é uma pauta urgente, além da valorização do trabalho dos educadores para que se possa manter a escola pública de qualidade e para todos.

[Abaixo da lista de assinaturas, criamos um formulário para ser preenchido por quem quiser assinar esta carta acesse aqui. Se possível, preencher todos os dados e informar se é mãe, pai, familiar, funcionário da rede ou, ainda, cidadão/cidadã apoiadores da luta. As assinaturas estão sendo coletadas e atualizadas diariamente. Obrigada!




Tópicos relacionados

Sampaprev   /    Greve professores SP   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar