Política

GOVERNO TEMER

Carlos Marun, da tropa de choque de Temer, diz que votaria em Sérgio Moro

terça-feira 24 de outubro| Edição do dia

FOTO: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Carlos Marun (PMDB-MS) declarou que "até votaria" no Juiz Sérgio Moro se este se candidatasse, mostrando como a casta de políticos corruptos não tem medo das consequências da Lava-Jato. A entrevista foi dada ao site "O Antagonista" no dia de ontem.

No vídeo, Carlos Marun qualifica a denúncia contra Michel Temer de "insana", dizendo que a oposição não tem votos suficientes para cassar o presidente.

Carlos Marun é da "tropa de choque" de Michel temer, e o defendeu "contra tudo e contra todos". Ou melhor dizendo, em favor das milionárias emendas parlamentares, e da recente permissão para explorar trabalho escravo com a portaria editada pelo governo.

O "até votaria" de Marun ao Juiz Federal Sérgio Moro, de Curitiba, demonstra como a Lava-Jato não coloca medo da casta de políticos corruptos do país. Sendo uma operação que avalizou o golpe e fortaleceu a intervenção do judiciário na política, ao mesmo tempo, a Lava-Jato concede benefícios mil aos empresários que pagam multas irrisórias.

Além disso, a operação que visou enfraquecer as estatais e descapitalizar empresas nacionais em favor do capital internacional, negocia benefícios em favor dos políticos corruptos que aparecem como se estivessem sido "punidos" pelos seus crimes quando na realidade fecham grandes acordos de delação e cumprem pena em regimes semi-abertos, enquanto que ao povo pobre e trabalhador a justiça capitalista é severa e pune antes mesmo de haver julgamento.




Tópicos relacionados

Sérgio Moro   /    PMDB   /    Operação Lava Jato   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar