PTS-FIT

Câmara dos Deputados argentina aprova repúdio ao assassinato de Marielle, por proposta do PTS/FIT

Na quarta-feira à tarde, na Câmara dos Deputados na Argentina, foi aprovada uma resolução que repudia o assassinato de Marielle Franco, deputada do PSOL que foi baleada na quarta-feira, 14 de março, no Rio de Janeiro.

quinta-feira 22 de março| Edição do dia

O deputado do PTS-FIT, Nicolás del Caño, propôs que o repúdio fosse incluído na ordem do dia. A Câmara dos Deputados votou a favor.

Na quarta-feira à tarde, na Câmara dos Deputados na Argentina, foi aprovada uma resolução que repudia o assassinato de Marielle Franco, deputada do PSOL que foi baleada na quarta-feira, 14 de março, no Rio de Janeiro.

A proposta foi levantada por Nicolás del Caño, deputado nacional do PTS-FIT. A pedido do legislador, a discussão sobre o tema foi incluída no plano de trabalho parlamentar. A proposta, de sua autoria, foi acompanhada da assinatura de outros deputados, além de sua companheira de equipe Nathalia González Seligra.

No projeto de resolução, propõe-se "expressar seu mais forte repúdio ao crime contra Marielle Franco". Além disso, repudiam também a intervenção no Rio de Janeiro decretada pelo governo golpista de Michel Temer.




Tópicos relacionados

Marielle Franco   /    Intervenção Federal   /    PTS   /    Nicolás del Caño    /    PTS na FIT   /    PSOL

Comentários

Comentar