Política

Doria

Câmara de SP aprova privatização do Anhembi proposta por Doria

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta terça-feira, 5, com 34 votos a favor e 11 contra, o projeto de lei que autoriza a venda do complexo do Anhembi, na zona norte paulistana, por meio da alienação da estatal São Paulo Turismo (SPTuris).

quarta-feira 6 de dezembro| Edição do dia

Doria segue em seu plano privatista, agora com a aprovação na Câmara da venda do complexo Anhembi. Para que seja definitivamente vendido, no entanto, a gestão do prefeito deverá apresentar novo projeto de lei, detalhando o plano de intervenções urbanísticas previstas para a área ainda a ser aprovado. O Plano de Intervenções Urbanísticas (PIU) exigido para a venda do Anhembi é um conjunto de alterações nas regras de uso do solo, liberando a construção de empreendimentos imobiliários na área em metragens maiores do que as atuais. Ainda não foi discutido o que vai mudar.

Após pressão de grupos religiosos, também ficou definido no projeto que o novo proprietário terá de ceder o complexo 75 dias por ano para "carnaval, eventos religiosos e outros".

O processo para a venda do Anhembi deverá ser feito por meio de leilão na Bovespa, assim como a alienação do Autódromo de Interlagos e do Fundo Imobiliário. O conjunto de privatizações encabeçado pela gestão Doria, que cada vez mais perde popularidade, tem como objetivo fundamental beneficiar grandes empresários.




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar