Sociedade

CÂMARA RACISTA

Câmara de Campinas aplaude punição racista na Unicamp

Nesta quarta feira, 02 de agosto, a câmara de vereadores de campinas aprovou uma moção de aplauso à punição racista ao estudante Guilherme Montenegro, implementada pela Unicamp.

sexta-feira 4 de agosto| Edição do dia

No começo do ano, como último ato da gestão do ex-reitor José Tadeu Jorge, a reitoria da Unicamp determinou que a punição ao estudante Guilherme Montenegro por ter apagado uma lousa durante a greve, seria a suspensão por dois semestres.

Na última sessão do CONSU (Conselho Universitário), do dia 02 de agosto, essa punição foi reafirmada ao negar o recurso do estudante pela suspensão da punição.

Tal punição é um ataque a todos os estudantes que participaram da greve por cotas sociais e étnico-raciais, por permanência estudantil, contra os cortes e que mobilizou milhares de estudantes e chegou à todos os institutos da Unicamp, e tem como alvo (assim como as outras duas sindicâncias em andamento) um estudante negro, mostrando sua seletividade.

Em meio à greve que durou mais de 3 meses, um professor forjou uma aula, cujo o objetivo era filmar e expor os alunos grevistas que tentavam conversar e convencer o professor e outros alunos presentes para que respeitassem à greve de estudante, professores e funcionários. Um vídeo de alguns segundos que mostra o estudante Guilherme Montenegro apagando a lousa foi produzido e divulgado na internet, o que gerou perseguição e ameaça ao estudante e sua família.

Foi essa punição racista que a Câmara de vereadores de campinas fez questão de aprovar uma moção de aplauso na última quarta feira. Moção que foi apresentada pelo vereador Tenente Santini, que também protocolou no dia anterior o projeto “Escola sem partido”, que reafirma a emenda apresentada anteriormente que proíbe o debate de gênero nas escolas e que como já dissemos aqui: “seu real objetivo é proibir qualquer debate crítico nas escolas da cidade e que os estudantes e professores possam ter o direito de se expressar sobre os diversos temas que dizem respeito às suas vidas.”

Essa Câmara, que é profundamente reacionária e teve apenas dois votos contrários à moção de aplauso à punição, também já aprovou moção contra o pensamento de Simone de Beauvoir na questão do ENEM 2015. E mostra ainda mais como é extremamente racista e não representa os interesses da população.




Tópicos relacionados

Campinas   /    Unicamp   /    Sociedade   /    Racismo   /    Campinas   /    Negr@s

Comentários

Comentar