Política

URGENTE

Câmara Municipal de BH ocupada por trabalhadores contra a votação do PL 378/17

Os trabalhadores da educação de Belo Horizonte e servidores públicos da capital mineira acabaram de ocupar a Câmara Municipal da cidade contra o PL 378/17.

segunda-feira 20 de novembro| Edição do dia

Esse Projeto de Lei é um enorme ataque que prefeito Alexandre Kalil quer desferir. Trata-se de uma política de austeridade que o prefeito Kalil quer fazer cair sobre os ombros dos trabalhadores. E para isso conta com o vergonhoso apoio de alguns vereadores.

O que está em votação na Câmara é um profundo ataque aos direitos conquistados pelos servidores, através de muita luta, garantidos no Estatuto do Servidor Público Municipal (férias-prêmio, licença remunerada para acompanhar familiar doente e quinquênio).

O prefeito chegou a mentir para a população dizendo que o PL378 estava sendo negociado com as categorias mas prontamente foi desmentido pelo sindicato dos educadores da educação, o Sind-Rede/BH.

A Câmara da cidade está lotada de trabalhadores da educação de BH. Servidores do lado de fora foram impedidos de entrar e professoras chegaram a ser agredidas por seguranças. A Assembleia Geral da Educação será transferida para o dia 21/11 (terça-feira), às 13h, na Câmara Municipal de BH.




Tópicos relacionados

Minas Gerais   /    Política

Comentários

Comentar