Política

BRASÍLIA

Calendário da Reforma Trabalhista é suspenso, preciso derrubá-la completamente

Chico Nery

Professor da rede pública de Campinas

quinta-feira 18 de maio| Edição do dia

O relator da Reforma Trabalhista no Senado, Ricardo Ferraço do PSDB, deu declarações nessa tarde, diante da crise institucional que atinge Brasília após delação e vazamento de Temer, de que o calendário de análise e votação da proposta está suspenso.

"Na condição de relator do projeto, anuncio que o calendário de discussões anunciado está suspenso. Não há como desconhecer um tema complexo como o trazido pela crise institucional. Todo o resto agora é secundário”, afirmou em nota o senador tucano.

Longe de acharmos que as Reformas foram derrotadas, é preciso fortalecer os atos em cada cidade, e exigir das centrais um verdadeiro e firme plano de lutas, a começar por organizar de forma emergencial a disponibilização de milhares de ônibus para Ocupar Brasília no próximo dia 24 de maio.

Longe de achar que será das mãos do PSDB de Ferraço e Aécio, de Rodrigo Maia ou da rede Globo que virão as soluções para essa crise, os trabalhadores precisam entrar em cena. Nos bastidores de Brasilia querem reorganizar o governo através de uma eleição indireta para fazer passar em breve as Reformas e todos os ataques. Necessitamos urgente de uma nova greve geral que tenha força para derrotar Temer, os golpistas e as reformas. Somente uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana poderá encarar com profundidade os problemas desse país.




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Política

Comentários

Comentar