Mundo Operário

PDV NA CAIXA

Caixa quer demitir para manter seu lucro bilionário

A Caixa Econômica Federal apresentou, nesta quarta-feira, pedido ao Ministério do Planejamento para abrir um Plano de Demissão Voluntária (PDV) que teria como objetivo o desligamento de 8 a 10 mil bancários. O plano pretende atingir os trabalhadores que estão na ativa e já teriam condição de se aposentar, um número que gira em torno de 20 mil bancários.

quarta-feira 4 de janeiro| Edição do dia

O banco federal estima que as demissões gerem uma economia anual de R$ 1,5 bilhão. As condições para adesão ao plano ainda não foram divulgadas porque precisam da autorização do governo, que deve sair semana que vem, para já em fevereiro implementar os desligamentos. O banco avalia também a possibilidade de fechamento das agências que estariam deficitárias.

A Caixa segue a mesma linha do Banco do Brasil que no final do ano passado apresentou um plano de aposentadoria que resultou na demissão de 9.409 bancários, além do fechamento de mais de 700 agências em todo o país.

Há um bom tempo a Caixa implementa medidas para ampliar a terceirização dos serviços através das lotéricas e correspondentes que contratam trabalhadores que desempenham os serviços bancários com salários rebaixados e sem os mesmos benefícios dos bancários efetivos. Além disso, grande parte das operações da Caixa seguridade foram privatizadas, assim como as Loterias da Caixa estão na mira para atender aos anseios dos acionistas e banqueiros.

O banco já sofre com reestruturações internas que extinguiram o cargo de operador de caixa e aprofundam o assédio pelas metas de venda de produtos. Isso sem contar que o último concurso promovido pela Caixa não chegou nem perto de repor os bancários que se aposentaram.

Essa política agora se aprofunda com o governo golpista de Temer que pretende privatizar as estatais, enxugando e sucateando os serviços para deixá-los mais atrativos.

A verdade é que hoje pouco se vê do “banco social” como gostam de dizer os gestores da Caixa. Grande parte dos trabalhadores de baixa renda mal consegue ser atendido nas agências pois, além da falta de bancários no atendimento, são barrados e orientados para as lotéricas e correspondentes que não possuem a mesma estrutura e segurança de uma agência.

É visível que a diminuição do número de bancários terá um impacto direto na vida de milhares de trabalhadores que necessitam sacar seus benefícios sociais através da Caixa, ainda mais agora com o anuncio demagógico do governo Temer autorizando o saque do FGTS. Governo que de um lado “promove a liberdade” dos trabalhadores poderem sacar seu dinheiro, mas que de outro flexibiliza as leis trabalhistas e ataca a previdência acabando com a aposentadoria de uma geração inteira de brasileiros.




Tópicos relacionados

Demissões   /    Bancários   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar