Política

LADRÃO DE MERENDA

CPI da merenda é retomada na ALESP

A CPI da merenda vai ser retomada nesta terça - feira na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Os deputados estaduais vão escutar três servidores da Secretária Estadual da Educação para investigar o envolvimento de dois ex-assessores do presidente da ALESP, Fernando Capez com a ''máfia da merenda''.

Guilherme de Almeida Soares

São José dos Campos

terça-feira 8 de novembro| Edição do dia

De acordo com o Ministério Público, os ex - assessores José Mervaldo dos Santos e Jetter Rodrigues pediram dinheiro á Cooperativa Orgânica Agricola Familiar para facilitar um contrato entre o governo do Estado e as prefeitos. O MP encontrou uma movimentação financeira anormal de cerca de R$ 500 mil nas contas de Santos. A suspeito é de que o dinheiro seja propina paga pela Coaf para concluir o contrato de fornecimento de suco de laranja para as escolas estaduais.

De acordo com um ex - funcionária da cooperativa, Rodrigues "facilitaria o contrato com o estado", que o mesmo "exigiu o pagamento de cheque de R$ 50 mil", e que "ameaçou o ex-presidente da Coaf de cancelar o contrato com o estado".
Depois de quase um ano sem sequer tocar no assunto, novamente a questão do roubo da merenda escolar em São Paulo é colocado em pauta. A demora da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo para julgar este caso, é porque estão querendo preservar a imagem do governador Geraldo Alckmin, pois este vai lançar a sua candidatura pra presidente do país nas eleições de 2018.

Como já escrevemos em textos anteriores, a ala tucana pró Geraldo Alckmin vem se colocando como uma alternativa para os grandes empresários e banqueiros caso Temer não consiga implementar as medidas impopulares que prometeu. Para que Alckmin consiga chegar em 2018 como o candidato que vai implementar os ataques, estão criando inúmeras barreiras para que ele não se desgaste com escândalos de corrupção.

Vale lembrar também que os estudantes que se mobilizaram contra a reorganização escolar ano passado, também estavam se mobilizando contra o roubo da merenda.
A luta contra o ladrão de merenda tem que ser parte da luta pela educação que está levando milhares de estudantes a ocuparem escolas, institutos federais e universidade. Só através da luta que iremos punir os responsáveis pelo o caso de corrupção em torno das merendas em São Paulo .




Tópicos relacionados

máfia da merenda   /    Política

Comentários

Comentar