Juventude

LETRAS USP

CA de Letras da USP chama conversa sobre proporcionalidade

Estudantes de Letras da USP farão nessa quinta-feira uma reunião para discutir o estatuto da entidade. A gestão Por Isso Me Grito defende que se altere o modelo de gestão para a proporcionalidade.

Flávia Toledo

São Paulo

terça-feira 16 de agosto| Edição do dia

A atual gestão do centro acadêmico de Letras da USP está convidando todos os estudantes do curso a debaterem mudanças fundamentais no estatuto da entidade. O estatuto atual não dá conta das tarefas políticas dos estudantes em meio a um cenário de profundos ataques à educação. Um dos pontos fundamentais que a gestão Por Isso Me Grito defende é a alteração do modelo de gestão única para a proporcionalidade, para que a entidade seja mais democrática e representativa, como é o CACH, na Unicamp. Além disso, outros pontos do estatuto precisam ser alterados, como a necessidade de a entidade lutar contra todas as formas de opressão. Na primeira reunião sobre esse tema, que acontecerá nessa quinta-feira, dia 18/08, às 12h e às 18h, será feita uma leitura do estatuto e se discutirá os problemas dele e como avançarmos rumo a uma entidade que de fato possa representar os mais de 5mil estudantes do curso.

Confira o vídeo que explica o que é a proporcionalidade e as mudanças que podem ser feitas no atual estatuto:

https://www.facebook.com/uspcaell/videos/1124524190927668/




Tópicos relacionados

Juventude

Comentários

Comentar