Gênero e sexualidade

MARIELLE FRANCO

Buenos Aires terá ato em repúdio ao assassinato de Marielle Franco

sexta-feira 16 de março| Edição do dia

A cidade de Buenos Aires, na Argentina, contará com um ato na embaixada brasileira nesta sexta-feira (16/03), como parte do repúdio ao assassinato da vereadora Marielle Franco, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), que na noite desta quarta-feira foi assassinada.

Ela tinha se convertido em uma das que criticavam duramente a intervenção do Exército no Rio de Janeiro, decretado pelo governo golpista de Temer e era reconhecida como ativista pelos direitos humanos, eleita como a quinta vereadora mais votada nas eleições de 2016 na cidade do Rio de Janeiro.

Entre as principais organizações que convocam o ato, está o Partido Socialista de Trabalhadores (PTS) na Frente de Esquerda e dos Trabalhadores (FIT) e o Movimento Socialista de Trabalhadores (MST).

Por moção da legisladora de Buenos Aires pelo PTS/FIT, Myriam Bregman, a Câmara Municipal da capital argentina votou o repúdio ao assassinato brutal de Marielle.

Se entregará uma carta ao embaixador do Brasil na qual se expressa “o mais energético repúdio” pelo assassinato e se exige “a mais urgente investigação” e a “punição de todos os responsáveis políticos e materiais” do assassinato.

Basta de crimes policiais!
Fora Intervenção Federal do Rio de Janeiro
Marielle, presente!




Tópicos relacionados

Marielle Franco   /    Mulheres   /    mulheres negras   /    Mulher   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar