Política

PRIVATIZAÇÃO SÃO PAULO

Bruno Covas vai a Londres dar sequência a plano de Dória: vender SP!

quinta-feira 14 de junho| Edição do dia

Com apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) da SP Negocios e da propria prefeitura, o atual prefeito, Bruno Covas apresentou a investidores em um evento ocorrido na embaixada Brasileira em Londres ativos disponíveis para concessão ou privatização, no foco estão: Complexo do Anhembi, Autódromo de Interlagos, Estadio do Pacaembú e o aeroporto Campo de Marte.

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, Wilson Piot secretário de Privatização e Parcerias da Cidade afirma que o municipio pretende organizar "um grande fundo e, no fim do ano, vamos colocar em leilão. Estamos organizando para construir um fundo e vender diretamente para investidores."

Para além desses que são a prioridade ainda há cerca de 3 mil imóveis à venda pela prefeitura de São Paulo que devem ser repassados a iniciativa privada um completo absurdo quando paramos pra ver que esses imóveis poderiam ser transformados em moradia para as centenas de milhares de pessoas sem teto na cidade.

Para completar as atrocidades a prefeitura pretende ainda conceder ou privatizar os 27 terminais rodoviários da cidade, o sistema de sema faros, o mercado de Santo Amaro, até mesmo os cemitérios; além de parcerias para cobrança de estacionamentos, bilhetes de transporte público e de limpeza urbana, mesmo que algumas dessas coisas ainda precisam de estudo técnico e de aprovação da Câmara, como dissemos é de um absurdo lógico apenas às sanhas capitalistas.

Essa foi a segunda viagem desse tipo feita por Bruno Covas, a primeira foi a Nova York e segue a agenda do ex-prefeito João Doria que fez inúmeras apresentações dessas tentando vender a cidade. (Saiba mais)




Tópicos relacionados

João Doria   /    Privatização   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar