REPRESSÃO POLICIAL

Brigada Militar reprime carnaval na Cidade Baixa, em Porto Alegre

Na noite desta segunda-feira para terça-feira de carnaval, a brigada militar reprimiu novamente os foliões que estavam festejando no bairro Cidade Baixa.

quarta-feira 6 de março| Edição do dia

O conflito se iniciou com a repressão da brigada militar na esquina da República com a Lima e Silva, e poucos minutos depois chamou o batalhão de choque para jogar bombas de gás lacrimogêneo e balas de borrachas nos jovens que estavam nas ruas.

Durante o evento, um homem, mostrando que não tinha nada na cintura, pediu para passar pela barreira do choque para encontrar sua mulher e seu filho de colo, mas o pedido foi negado e o policial respondeu violentamente que não era para ele segui-los se não ia ser preso.

O uso de violência excessiva pela Brigada Militar vem sendo frequente na cidade baixa. Nesse carnaval, em vários lugares a polícia chegou reprimindo as pessoas que estavam apenas se divertindo. é extremamente repugnante a brutalidade da polícia contra as massas que saem, e nesse carnaval sendo o primeiro do governo Bolsonaro, as massas mostraram seu rechaço ao governo por todo o Brasil durante os blocos de Carnaval.




Tópicos relacionados

Carnaval 2019   /    Rio Grande do Sul   /    Porto Alegre   /    Repressão   /    violência policial

Comentários

Comentar