Sociedade

CORONAVÍRUS

Brasil é o 2º país do mundo com mais mortos: Bolsonaro e Governadores são responsáveis

41 mil mortos no Brasil e Bolsonaro, Doria, Zema, Witzel aplaudem abertura de shoppings. Empresários, Governadores e Presidente são responsáveis. Não garantiram testes massivos, leitos suficientes e nem condições para pessoas ficaram em casa.

sexta-feira 12 de junho| Edição do dia

Imagem: UOL

De acordo com dados consolidados no começo da noite desta sexta-feira, 12, pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil tornou-se hoje o segundo país com mais mortes causadas pela covid-19 em todo o mundo, superando o Reino Unido. Segundo o Conass, que considera os dados informados pelas secretarias de saúde de todos os Estados brasileiros e o Distrito Federal, 42.161 pessoas morreram no Brasil em razão de terem sido contaminadas pelo novo coronavírus. O número atualizado hoje pelo governo britânico informa que 41.481 são os óbitos no Reino Unido até o momento.

Frente a essa situação Bolsonaro, os militares, governadores como Doria, Zema, Leite e Witzel se alinham aos empresários por seus lucros e aplaudem a reabertura do comércio e de shoppings, mesmo em um momento crítico da pandemia. Setores do regime como o congresso e STF apesar de se colocarem como oposição "sensata" ao governo, não estão fazendo nada pela vida do povo pobre, pelo contrário: visam mais reformas, como faz Rodrigo Maia.

O total de mortos no Brasil aumentou em 1.242 nas últimas 24 horas, enquanto no mesmo período o Reino Unido identificou 202 mortes associadas à covid-19. À frente do total de mortos pela doença no Brasil está somente o dado dos Estados Unidos, que registrou mais 947 mortes por covid-19 e agora tem 113.914 vítimas fatais do novo coronavírus, segundo o Centro de Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

No total de casos, o Brasil também é o segundo do mundo, novamente atrás dos Estados Unidos. São agora 843.406 contaminações identificadas aqui (aumento de 40.578, um novo recorde) e 2.016.027 nos Estados Unidos (acréscimo de 21.744 casos). Mais uma vez o Brasil foi o país que mais registrou novos casos e também novas mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas.

Bolsonaro, militares, governadores, congresso, STF e a mídia não se preocupam com a vida dos negros e pobres. Estão alinhados com os empresários aplaudindo as reaberturas pois se eles ficarem doentes têm testes e sistema de saúde privado para se tratar. Não são eles nem suas famílias que vão se expor tendo que trabalhar sem prevenção nos centros da cidade.

Apesar do constante crescimento de casos e de mortes por covid-19, vários Estados brasileiros estão atualmente em fase de reabertura de suas economias. Nos últimos dias, dezenas de Estados americanos experimentaram aumentos nos números da covid-19, incluindo Texas, Califórnia e Flórida, o que aumentou temores de uma segunda onda de contaminações e acabou afetando negativamente mercados financeiros de todo o mundo. Segundo a mídia local, hoje o Estado da Carolina do Sul registrou 770 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, um novo recorde.

A fúria negra que surge no coração do imperialismo norte americano e se espalha ao redor do mundo mostra o caminho: apenas com a luta vamos ter uma saída que coloque a vida como prioridade. A luta contra os assassinatos da polícia precisa ser também por leitos, testes, mais contratações e por um sistema de saúde totalmente público e controlado pelos trabalhadores.

Com informações da Agencia Estado




Tópicos relacionados

Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Sociedade

Comentários

Comentar