Internacional

MERCOSUL

Brasil e Argentina querem suspender a Venezuela do Mercosul

quarta-feira 3 de agosto| Edição do dia

A suspenção da Venezuela vem no memento em que há um processo de guinada a direita dos países latino-americanos. O impasse iniciou no final na semana passada com o fim do mandato do Uruguai no bloco, pela rotatividade a presidência deveria ser assumida pela Venezuela, entretanto, Brasil e Argentina não participaram da reunião que faria a transição por não estarem de acordo.

Segundo o golpista Serra é necessário aguardar até o dia 12 para ver se o país conseguiu se adequar às exigências do bloco, e que se depender o governo brasileiro será difícil que a Venezuela permaneça como sócia plena, com direito a voz e voto. Medida que favorece a posição dos governos brasileiro, argentino e paraguaio frente ao impasse aberto sobre assunção dos venezuelanos à presidência.

Como denunciamos aqui trata-se da intenção de governos direitistas do Brasil, Argentina e Paraguai, atendendo aos interesses do imperialismo, esse veto à Venezuela. É só observar o nível de miséria, corrupção, desemprego, as centenas de milhares de mortes por Zica Vírus, as mortes dos negros nas periferias, dos setores LGBT, e das mulheres, que passa o país das Olimpíadas para concluir que não é apenas uma questão de direitos humanos e democráticos a restrição imposta aos venezuelanos.




Tópicos relacionados

Mauricio Macri   /    Venezuela   /    Governo Temer   /    Crise diplomática com Venezuela   /    Internacional

Comentários

Comentar