Política

ZELOTES

Bradesco indiciado na Zelotes, mais uma curiosa operação com alvos dirigidos

A justiça é para todos? Até mesmo para a Rede Globo? E para o Santander ou a Ford? A operação Zelotes está investigando todos?

terça-feira 31 de maio de 2016| Edição do dia

Recebendo menos foco que a operação Lava Jato, a Polícia Federal tem realizado diligências de outra mega-operação, a Zelotes. Volta e meia esta operação ganha os holofotes, principalmente quando toca em agentes políticos, ou particularmente os filhos de Lula. Hoje ela chamou atenção por indiciar o poderoso Banco Bradesco e seu presidente Trabuco.

O que a Zelotes investiga

A Zelotes tem por alvo empresas que teriam pago propinas para se livrarem de multas e impostos sob judicie de uma comissão especial do Ministério da Fazenda, a CARF, que tem como objetivo analisar casos com pendências judiciais de impostos e débitos previdenciários. Na lista da CARF constam dívidas bilionárias, mediante acordos na CARF pagamentos menores eram realizados e propinas pagas.

No começo da operação veio a público que diversas empresas nacionais e estrangeiras estariam sobre investigação, algumas delas seriam: Bradesco, Santander, Banco Safra, BankBoston, Rede Globo, a distribuidora gaúcha da Rede Globo, a RBS, Mitsubishi, Ford e o Grupo Gerdau.

Até o momento somente o grupo Gerdau e o Bradesco foram punidos ou indiciados. Com mais de um ano de operação, nada foi produzido contra o Santander, contra a Globo, a Ford...

Curiosamente, estes dois gigantes empresariais brasileiros punidos ou indiciados são grupos mais afins ao petismo. Seguramente, tal como a grupos ligados aos esquemas dos tucanos, ou outros, não devem faltar irregularidades em um caso e outro, bem como terríveis denuncias de exploração do trabalho.

Para além disso, a seletividade da operação Zelotes levanta questionamentos que o Esquerda Diário tem expressado frente a Operação Lava Jato parecem também se concretizar nesta outra operação. Além de atender a interesses políticos, estas mega-operações da PF e do Judiciário tem como objetivo substituir um esquema de corrupção por outro, atacando os esquemas do petismo para manter intactos outros mais ligados ao imperialismo. Não à toa a conhecida sonegadora e golpista Rede Globo reina intocável em todas operações.

Nas mãos destas justiça sequer a punição aos grandes empresários que ela resolve atacar é garantida. Só tomar como referência a impunidade dos políticos implicados na Lava Jato.

Não será das mãos da PF e do judiciário que conheceremos os muitos esquemas de corrupção do país, muito menos serão punidos os corruptos. Isto só poderá acontecer mediante a ação independente da classe trabalhadora.




Tópicos relacionados

Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar