Política

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

Bolsonaro quer se promover concorrendo à presidência da Câmara

O deputado de extrema direita, Jair Bolsonaro (PSC-RJ), registrou sua candidatura à presidência da Câmara dos Deputados. O mesmo Bolsonaro que homenageou torturador e tantas outras atrocidades desumanas, agora busca se promover na disputa pela linha sucessória do golpista Temer.

quinta-feira 2 de fevereiro de 2017| Edição do dia

Será um total de seis candidatos integrando a sessão realizada nesta quinta (02), disputando a presidência da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Luiza Erundina (PSOL-SP), Júlio Delgado (PSB-MG), André Figueiredo (PDT-CE) e Jovair Arantes (PTB-GO), além de Bolsonaro.

Seu principal objetivo é ter espaço para alardear sua política de ódio contra a esquerda e demais setores oprimidos da sociedade. Entra na disputa buscando se promover, aparecendo com a ala mais podre do regime.

Ouve ainda uma desistência, Rogério Rosso (PSD-PF), que após o Supremo Tribunal Federal (STF), através do ministro Celso Mello, rejeitar os pedidos de impugnação da candidatura de Maia. Porém, Maia segue na disputa como favorito entre os deputados, além de ser o candidato do golpista Temer.

Para a primeira vice-presidência há cinco candidatos: os peemedebistas Lúcio Vieira Lima (BA), Osmar Serraglio (PR), Fábio Ramalho (MG) e José Priante (PA). O deputado Silvio Costa (PTdoB-PE) se inscreveu na condição de membro do bloco parlamentar.

Para a primeira-secretaria, que por acordo seria do PR, há três inscritos: Fernando Giacobo (PR-PR), Kaio Maniçoba (PMDB-PE) e Valtenir Pereira (PMDB-MT). Apesar da bancada do PSDB ter escolhido Carlos Sampaio (SP) para a segunda-secretaria, Mariana Carvalho (RO) se inscreveu para disputar o voto no plenário.

Na terceira-secretaria, que cabe ao PSB, estão formalmente inscritos João Fernando Coutinho (PE) e JHC (AL). Na quarta-secretaria há apenas o registro da candidatura de Rômulo Gouveia (PSD-PB). O PP escolheu André Fufuca (MA) para a segunda vice-presidência.

Para as quatro vagas de suplência há seis inscritos, embora as vagas sejam destinadas ao PT, PDT, PRB e Solidariedade. Estão no páreo Pedro Uczai (PT-SC), César Halum (PRB-TO), Tenente Lúcio (PSB-MG), Dagoberto (PDT-MS), Carlos Manato (SD-ES) e Felipe Bornier (PROS-RJ).

Com informações de Agência Estado




Tópicos relacionados

Jair Bolsonaro   /    Câmara dos Deputados   /    Golpe institucional   /    Política

Comentários

Comentar