Mundo Operário

CORONAVÍRUS

Bolsonaro proíbe greves por decreto, mas ele mesmo desrespeita a quarentena

Em resposta a medidas de diversos governos estaduais, o governo Bolsonaro editou um decreto presidencial para definir quais serviços devem ficar abertos durante a pandemia de Covid-19.

domingo 22 de março| Edição do dia

Segundo informações da revista Exame, o Governo Federal, através de um decreto datado de sexta-feira (20), mas divulgado no sábado (21), definiu quais serão os serviços essenciais que não poderão parar durante a pandemia.

De acordo com o decreto, serviços de saúde, segurança, transporte de passageiros, serviços bancários não-presenciais e o mercado de capitais não poderão ser paralisados durante a atual epidemia no país. Este decreto contrária medidas como as tomadas por Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, que pretendia impedir a circulação intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros. Além disso, o decreto permite a dispensa de licitação para comprar bens e serviços relacionados a área da saúde.

No entanto, é fundamental para o combate à epidemia um plano de emergência capaz de garantir testes massivos, como fez a Coréia do Sul, e o acesso a produtos necessários a prevenção do novo coronavírus, como álcool em gel, e ao tratamento para aqueles que adoecerem. É absurdo que trabalhadores de serviços como telemarketing continuem a ser obrigados a trabalhar em espaço fechados, sem ventilação e sem as mínimas condições de higiene para proteger sua saúde.

E para garantir a prevenção e o tratamento, os hospitais particulares devem ser postos sob controle do Estado e integrados ao sistema público de saúde, e as grandes fábricas sejam convertidas para produzir bens necessários ao combate da pandemia, como respiradores, máscaras e álcool em gel. Para evitar o colapso do já sobrecarregado sistema de saúde brasileiro, é necessário a derrubada da Emenda Constitucional 95, a do "Teto de Gastos” e que vai mostrando ser cada vez mais real o seu outro apelido de “emenda do Fim do Mundo”. Dessa maneira, será possível redirecionar para a saúde os recursos necessários nesse momento, para abrir mais leitos e ampliar a produção de kits de teste, ao invés de serem usados para pagar a dívida pública e enriquecer cada vez mais os grandes banqueiros.

* * * * * * * * *
CORONAVÍRUS: ENVIE SUA DENÚNCIA
Contato / WhatsApp / Signal / Telegram: +55 11 97750-9596
E-mail: esquerdadiario@gmail.com
Contribua com o Esquerda Diário!
Siga o Esquerda Diário nas redes sociais!
Youtube: Esquerda Diário
Instagram: @EsquerdaDiarioOficial
Twitter: @EsquerdaDiario
Facebook: Esquerda Diário




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Governo Bolsonaro   /    Greve   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar