Educação

CENSURA

Bolsonaro negará bolsas a estudantes que tiverem pensamento crítico

terça-feira 8 de janeiro| Edição do dia

Neste domingo (06) Jair Bolsonaro concedeu uma entrevista para o jornal O GLOBO, onde em nota afirma que: "O critério ideológico será eliminatório. Se não passar por este, não avançará para os seguintes", e vai mexer em normas no ministério da Educação (MEC), uma delas acerca do critério de bolsa de estudos no exterior para pós- graduação e mestrado, ele afirma que o critério ideológico será eliminatório, impedindo que o candidato que tenha um pensamento crítico tenha o direito a uma bolsa de estudos.

Declara inclusive que pode valer para pessoas que já estejam utilizando o direito à bolsa de estudos, podem já interromper as bolsas. Um absurdo sem precedentes, pois justamente a medida vai contra um critério básico da educação, a livre produção de conhecimento, que deveria ser o papel das universidades.

Não poderíamos esperar menos de um governo que defende o escola sem partido e o que eles chamam de fim da “ideologia de gênero” que na pratica são formas de impor uma única ideologia dentro das escolas e universidades, seguir uma lógica de opressão aos LGBT´s, pois a escola ao invés de incluir todos os setores da sociedade, vai oprimir e invisibilizar, tornando errado a sexualidade de muitas pessoas.

Desconsiderar que a multiplicidade de pensamentos é tornar a educação excludente, impositiva e opressora. É necessário colocar de pé uma luta em defesa da educação contra os ataques de Bolsonaro e seu governo, para que ela seja publica, gratuita, laica e a serviço dos trabalhadores e setores oprimidos.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Educação   /    Juventude

Comentários

Comentar