LARANJAL

Bolsonaro manterá no cargo ministro do Turismo, indiciado em esquema dos laranjas

sexta-feira 4 de outubro| Edição do dia

Jair Bolsonaro vai manter no cargo o ministro Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) mesmo após ele ter sido indiciado sob suspeita de envolvimento no esquema de laranjas do PSL. A informação foi passada à Folha pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros.

Conforme dados divulgados pela Folha, Álvaro Antônio foi indiciado sob suspeita dos crimes de falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita de recurso eleitoral e associação criminosa — com pena de cinco, seis e três anos de prisão, respectivamente. A apuração policial concluiu que o ministro comandou esquema de desvio de recursos públicos por meio de candidaturas femininas de fachada nas últimas eleições.

Não é surpresa para ninguém que o PSL é um laranjal. Bolsonaro e sua família deixaram isso evidente a todo o país logo nos primeiros meses de governo.

Será mais um caso em que a PF e o Judiciário optarão por fazer vistas grossas? Até o momento tudo indica que sim, principalmente no marco do maior alinhamento entre Bolsonaro e o Judiciário, junto aos principais setores da casta política - a qual chamamos de "bonapartismo institucional" -, que atuam em bloco momentaneamente desgastar cada vez mais a Lava Jato.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    PSL   /    Jair Bolsonaro

Comentários

Comentar