Política

CORRUPÇÃO TEM OUTRO NOME?

Bolsonaro justifica propina: "qual partido não recebeu da JBS", diz em entrevista

terça-feira 23 de maio de 2017| Edição do dia

Foto: Jovem Pan

Jair Bolsonaro racista e machista representante dos adoradores de torturadores e assassinos na ditadura militar foi entrevistado pela Rádio Jovem Pan no dia de hoje. Na entrevista foi confrontado pelas propinas da JBS a seu ex-partido e que teriam sido computadas em seus gastos na campanha eleitoral. Ele se defendeu dizendo: "qual partido não recebe".

Durante a entrevista buscou novamente reafirmar sua versão de que teria devolvido o dinheiro da JBS e recebido - exatamente a mesma quantia - só que do fundo partidário,em uma complexa contabilidade de prestidigitador.

O jornalista responsável pela matéria na Jovem Pan não comprou a versão do deputado e minuto seguido afirmou: "Bolsonaro alegou ainda que o dinheiro que entrou em sua conta foi do fundo partidário e que devolveu o dinheiro da Friboi. “A Friboi não colocou nada na minha conta, foi o partido”, explicou. O dinheiro, sabidamente, veio do grupo JBS, pivô da atual crise política no Governo, mas o deputado insistiu que devolveu os R$ 200 mil ao partido e que outro valor igual foi depositado em sua conta, agora advindo do fundo partidário. “Eu aceito do fundo partidário. Dinheiro foi para outro deputado, porque o carimbo tinha que estar embaixo no papel”.

O direitista procura capitanear o descontentamento com os políticos nacionais oferecendo uma verborragia diferente dos deputados, porém sua votação favorável à reforma trabalhista e sua conivência com a corrupção mostram como ele é uma nova cara - verde oliva- para a velha corrupção dos políticos e dos capitalistas no país.




Tópicos relacionados

Jair Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar