Educação

enem 2019

Bolsonaro irá censurar questões sobre gênero no Enem

O governo Bolsonaro montou uma comissão censuradora para excluir questões que tratem do tema de gênero no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 2019. A medida foi confirmada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

sexta-feira 22 de fevereiro| Edição do dia

A comissão irá analisar todas as questões presentes no Banco Nacional de Itens. Ela será conformada por quatro pessoas, duas delas indicada pelo ministro da educação Vélez Rodrigues. Esse banco fornece questões para todas as avaliações de larga escala feitas pelo Inep, como as provas que compõem o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), usadas para calcular o Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb), e os testes no ensino superior, como o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). As questões voltadas ao Enem serão as primeiras a passarem pelo exame dos censuradores, mas o objetivo é que o banco inteiro será revisado.

O governo de Bolsonaro, junto aos seus ministros, vem implementando uma verdadeira cruzada contra o que denominam “ideologia de gênero”. Vários dos seus argumentos já foram desmentidos e desmascarados por uma série de especialistas no tema. Damares Alves, foi desmentida em um sem número de ocasiões, tentando comprar a existência da suposta ideologia de gênero através de factoides inventados.

O que querem é impor que temas como violência às mulheres e LGBT´s, sexualidade, entre outros temas, deixem de ser presentes nas escolas e universidades.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    ENEM   /    Escola sem partido   /    Educação

Comentários

Comentar