Sociedade

BOLSONARO

Bolsonaro faz novo discurso racista, machista e homofóbico: "vou acabar com o coitadismo"

Em entrevista á TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piaui, o candidato do PSL Jair Bolsonaro deu mais uma declaração rascista, machista e homofóbica ao afirmar que irá acabar com ''coitadismo'' a nordestino, gay, negro e mulher.

quarta-feira 24 de outubro| Edição do dia

Imagem: Silvia Izquierdo AP

Nas suas palavras ’’Isso não pode continuar existindo. Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do Nordestino, coitado do piauiense. Vamos acabar com isso’’. De acordo com o candidato, a política afirmativa ’’reafirma o preconceito’’.

Esta declaração de Jair Bolsonaro, sinaliza que o candidato reacionário irá acabar com os direitos dos setores oprimidos da sociedade. Isto só reafirma que Bolsonaro está a serviço dos grandes empresários e banqueiros que querem ataques muito mais profundos do que já estava sendo implementados pelo o governo Michel Temer, mesmo que isso seja feito através do uso da força.

Quando Jair Bolsonaro fala que os negros não são coitados, ele esconde pra debaixo do tapete o profundo racismo fruto dos resquícios da escravidão no Brasil. Quando Bolsonaro fala que a mulher não é coitada, ele não quer falar que as mulheres ocupam os postos de trabalho mais precário e que ganham menos do que os homens (algo que ele já tinha defendido anteriormente). Quando Bolsonaro fala que os homossexuais não são coitados, ele não coloca que milhares de homossexuais morrem simplesmente pelo fato de serem homossexuais.

Não trata-se de coitadismo, mas sim de uma profunda desigualdade que coloca milhares de mulheres, negros, nordestino e homossexuais na linha da miséria e desigualdade esta que o Bolsonaro pretende aprofundar com as medidas de ataques pensanda pelo seu ’’Ipiranga’’ Paulo Guedes. O candidato do PSL quando dá este tipo de declaração, ele coloca que vai sustentar uma estrutura histórica que já vinha sido mantida. Nada de novo, muito pelo contrário.




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Homofobia e Transfobia   /    Sociedade   /    Racismo

Comentários

Comentar