Economia

Bolsonaro faz Brasil ter o maior índice de inflação no mundo durante pandemia, diz estudo

Segundo estudo da Universidade de Harvard, Brasil tem o maior custo de vida durante a crise do novo coronavírus entre outro 17 países

terça-feira 22 de setembro| Edição do dia

Foto: Eduardo Matysiak

Estudo do economista Alberto Cavallo mostrou que o Brasil é o país que mais aumentou o custo de vida devido às mudanças de hábitos causadas pela crise sanitária da Covid-19, comparando os índices de inflação oficiais e o relacionado a crise pandêmica.

Em 12 meses, o Brasil registrou uma diferença de 0,88 ponto porcentual entre o indicador oficial de inflação, o IPCA, e o índice de inflação relacionada à pandemia, chamado de “inflação da covid”. Em segundo lugar com maior taxa vem o Estados Unidos e Uruguai com 0,82 ponto percentual.

Esse índice que foi registrado em maio pode ser explicado pela a alta nos preços de alimentos, com 9% anuais em maio, e queda no custo de transporte, que foi de 2,5%, segundo Cavallo.

Mesmo com taxas similares entre 12 dos 18 países estudados, a taxa da inflação no Brasil na pandemia tem sido maior e mais persistente, mantendo um índice 0,88 ponto percentual até julho.

De acordo com Cavallo, os novos hábitos causaram mudanças significativas em diferentes grupos de bens e serviços na cesta de consumo, no Brasil, estima-se que o aumento no peso da alimentação em casa pode ter passado 14,8% para 23,9%, enquanto a transporte caiu de 19,8% para 8,5%.

Veja também: Com o aumento dos alimentos, querem que paguemos o custo da crise




Tópicos relacionados

Economia   /    pandemia   /    Governo Bolsonaro   /    Inflação   /    Economia

Comentários

Comentar