Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Bolsonaro escala Joice Hasselmann para tirar verba extra de deputado que votar contra a reforma

quarta-feira 10 de julho| Edição do dia

O governo Bolsonaro liberou mais de R$3,6 bilhões em emendas parlamentares nos primeiros dias de julho, prometeu mais de R$3 bilhões do orçamento do governo para verbas extra para cada parlamentar que se manter fiel ao voto favorável a reforma, sinalizou para mais benefícios fiscais para igrejas e publicou decreto que beneficia grande ruralistas. Tudo isso em nome da reforma da previdência.

Mas o toma lá de Bolsonaro não pode ficar sem o dá cá, que significa os votos dos parlamentares para a aprovação da reforma da previdência ainda nesse mês de julho.

Segundo o site UOL, para garantir que os votos sigam favoráveis ao governo, Bolsonaro escalou a deputada e líder do governo no Congresso Joice Hasselmann (PSL-SP) para fiscalizar a votação de cada deputado e ver se continuam fiel aos acordos selados com o governo. Caso não cumpram a promessa de votar a favor da reforma da previdência o governo avisou que cortará as verbas prometidas aos deputados.

Já Bolsonaro mostrou seu cinismo afirmando que todas as promessas e sinalizações ao congresso são situações normais dentro do governo e não se relacionam com a aprovação da reforma da previdência.

Do lado dos deputados o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), fiador da reforma, tem do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) a promessa de segurar a votação na casa, caso as promessas de verbas e benefícios extras aos parlamentares feita por Bolsonaro não se cumpram após a aprovação na Câmara. Em resposta o monstro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM) assegurou que o governo Bolsonaro manterá o acordo.

Para os trabalhadores a única promessa do governo é o fim da aposentadoria, e dizer que alguma reforma pode ser justa é a maior fake News desse governo.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Rodrigo Maia   /    Reforma da Previdência   /    Câmara dos Deputados   /    Política

Comentários

Comentar