Bolsonaro é absolutamente rejeitado por metade do Nordeste

quarta-feira 17 de outubro| Edição do dia

Pesquisa Ibope divulgada na segunda (15) revela que o racismo, xenofobia e ataques aos trabalhadores promovidos por Bolsonaro causam repúdio total em metade da população nordestina.

No segundo turno de eleições manipuladas pela Lava Jato e o Judiciário e tuteladas pelos militares, onde o direito da população votar em quem quiser foi negado, polarizou-se ainda mais o clima político no país. O Nordeste, nesse cenário de constantes ataques aos direitos democráticos e trabalhistas mais elementares, se tornou uma das principais vítimas. Também já se contam mais de 70 atentados promovidos pela base mais reacionária de Bolsonaro, tendo destaque entre os casos nordestinos o assassinato brutal do mestre capoeirista baiano Moa do Katendê, notório militante antirracista e defensor da cultura negra. O Nordeste contém os principais colégios eleitorais petistas, tendo colocado peso nos 40% de intenções voto de Lula antes do veto à sua candidatura. Os trabalhadores nordestinos representados pelos 50% do Ibope sabem que a candidatura de Bolsonaro é a legitimação institucional do racismo, do machismo, da xenofobia direitista do Sul e Sudeste, assim como é a cara dos golpistas e de suas reformas, com seu plano de governo que pretende descarregar sem dó a crise nas costas da população pobre. Não à toa a pesquisa Ibope também indica que Bolsonaro lidera entre os mais ricos do país.

Para dar um combate efetivo e necessário contra a extrema-direita, contra Bolsonaro, contra o golpismo e o militarismo e em defesa de nossas vidas, é preciso que se construam milhares comitês de base em cada local de trabalho e de estudo do país. É preciso mobilizar cada força disponível para a formação desses comitês, e para a construção de atos e paralisações com a força que mostraram as greves gerais do último ano e o espírito de mobilizações massivas como de 2013. A base de Bolsonaro não sumirá após o dia 28, mesmo com uma eventual vitória de Haddad, nesse sentido os comitês representam uma saída concreta pela via da luta de classes ao projeto escravista que nos ameaça.




Tópicos relacionados

Comitês contra Bolsonaro   /    Nordeste   /    Eleições 2018   /    Bolsonaro

Comentários

Comentar