Política

BOLSONARO DÁ ENTREVISTA À BANDEIRANTES

Bolsonaro diz: “Jamais pegarão meu telefone” e afirma que aprovou ameaça de Heleno ao STF

Em entrevista à Bandeirantes, Jair Bolsonaro afirmou que não entregará seu telefone sob nenhuma circunstância: “só se eu fosse um rato pra entregar o telefone”.

Fernando Pardal

@fepardal

sexta-feira 22 de maio| Edição do dia

Após a divulgação do vídeo da sua reunião ministerial autorizado por Celso de Mello, Jair Bolsonaro concedeu entrevista à rede Bandeirantes de televisão. Entre inúmeras declarações absurdas, o presidente afirmou ter dado aval para o documento divulgado pelo Gabinete de Segurança Institucional e assinado pelo general Augusto Heleno que ameaçava o STF afirmando que qualquer tentativa de fazê-lo entregar o celular seria uma "tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes" e "poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional".

À Band, quando questionado sobre o documento divulgado por Heleno, Bolsonaro afirmou “tomei conhecimento do texto pelo General Heleno antes da publicação, ele falou ‘vou publicar esse texto’, eu olhei e falei ‘o senhor fica à vontade’”. Para Bolsonaro, o Ministro do STF exigir a entrega de seu celular “por causa de fake news” é “estar de brincadeira”, segundo suas palavras. E repete diversas vezes que não entregaria o celular, dizendo “alguém tá achando que eu sou um rato para entregar um telefone meu numa circunstância como essa?”

Assim, ainda que Bolsonaro tenha dito que “continuará respeitando o STF”, na prática ele afirma que está disposto a dobrar a aposta de seu acirramento na disputa com o STF, se apoiando no autoritarismo de Augusto Heleno e do Gabinete de Segurança Institucional. “Eu sou presidente da República e vou honrar o meu mandato e lutar pelo meu país”, disse Bolsonaro.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    STF   /    Política

Comentários

Comentar