Política

ATENTADO NO PR

Bolsonaro discursa incentivando atentados contra o PT e defendendo assassinatos policiais

Em passagem por Curitiba, o reacionário e conservador Jair Bolsonaro comemorou os ovos jogados na caravana de Lula e incentivou que a polícia militar volte a usar mais a força e atire para matar.

quarta-feira 28 de março| Edição do dia

Foto: Igor Estrela/Estadão

O candidato da extrema-direita conservadora e reacionária Jair Bolsonaro, recém filiado ao PSL, declarou em passagem pelo Paraná na manhã de hoje que as ovadas que a caravana de Lula tomou ontem são consequências da política petista, afirmando que o PT estaria "colhendo os ovos" pois "Lula quis transformar o Brasil em um galinheiro".

Depois de semanas em silêncio sobre o assassinato de Marielle Franco, que foi notícia e segue sendo tema da política não apenas nacional, como no mundo inteiro, agora o reacionário presidenciável sente-se a vontade para sair da defensiva que se encontrava e fazer suas absurdas declarações. Isso porque outros candidatos e figuras da direita também sentiram-se livres para declarar incentivos aos atentados sofridos pelo PT, como os golpistas Temer, Alckmin e Doria.

Saiba mais: Alckmin, Temer e Doria fazem declarações incentivando atentados contra o PT

Mas Bolsonaro teve o cuidado de se dirigir apenas ao ataque de ovos jogados na caravana do Lula, não falando diretamente a respeito dos tiros que foram disparados contra os ônibus. Apesar de não fazer referência direta aos tiros, disse que todo cidadão deve ter o direito de andar armado. Ainda seu breve discurso, após tanto silêncio sobre o assassinato de Marielle, agora Bolsonaro decidiu abrir a boca para incentivar a violência e assassinatos policiais, com a declaração de que "a Polícia Militar, em defesa do povo, atire para matar". Como se a Polícia Militar brasileira já não fosse frequente e impunemente assassina, principalmente da juventude pobre e negra.




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Lula   /    Violência Policial   /    Política

Comentários

Comentar