Política

Bolsonaro demite sua assessora fantasma, após a repercussão do caso durante debate da Band

terça-feira 14 de agosto| Edição do dia

FOTO: Ranier Bragon/Folhapress

Um dos candidatos à presidência mais reacionário dos presidenciáveis, Jair Bolsonaro (PSL-RJ), demitiu a assessora fantasma Walderice Santos da Conceição nesta segunda (13). O caso ficou conhecido após Bolsonaro ser interrogado sobre a funcionária no debate da Band.

Bolsonaro afirmou que “tem dois cachorros lá e, pra não morrer, de vez em quando ela dá água pros cachorros lá, só isso. O crime dela é esse aí, dar água pros cachorros”. A demissão foi divulgada por ele e ocorreu após sair na Folha uma denúncia de que Walderice trabalhava em seu açaí em Angra dos Reis, durante o expediente da Câmara dos Deputados.

Com verba da Câmara dos Deputados, Walderice se tornou assessora fantasma e vendedora na loja Wal Açaí em um distrito a 50km de Angra dos Reis, na mesma rua da casa de verão do deputado, na Vila Histórica de Mambucaba. Ela se encontra nessas condições desde 2003, como um dos 14 funcionários do gabinete de Bolsonaro, em Brasília, recebendo um salário bruto de R$1.351,46.




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar