Política

DIREITA

Bolsonaro discursa contra Esquerda Diário na câmara

Em julho deste ano o Esquerda Diário veiculou uma carta de repúdio de professores da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp contra o reacionário Eduardo Bolsonaro, que recebeu uma absurda homenagem da Direção do Hospital da Mulher de Campinas (CAISM). Nesta quarta-feira (9) o deputado utilizou seu espaço na câmara para esbravejar contra a esquerda que denuncia quem ataca e luta ao lado das mulheres por seus direitos.

sexta-feira 11 de novembro| Edição do dia

O vídeo a seguir mostra que Eduardo Bolsonaro, deputado federal pelo PSC de São Paulo, filho e discípulo político de Jair Bolsonaro, o fascista defensor de tortura e estupro, se incomodou com a denúncia feita pelo Esquerda Diário e pelo portal Carta Campinas que veicularam a carta de repúdio de médicos da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp contra uma homenagem absolutamente absurda dado ao deputado.

Eduardo Bolsonaro, que além de político representante do que há de mais reacionário é também policial federal e recentemente fez apologia ao assassinato nas redes sociais, postando fotos com armas e um cartaz com os dizeres "Eu pacificamente vou te matar", junto ao jovem que organiza a reação contra a luta dos estudantes que ocupam as escolas contra os ataques do governo Temer, Artur do canal do Youtube “Mamãefalei”.

A apologia ao assassinato feita por Bolsonaro filho não surpreende, nem é o primeiro dos tantos ataques contra os direitos humanos, das mulheres, negros e LGBTs praticados pela família, cujo pai já é réu por apologia a tortura, por incitação ao estupro e figura de tantas declarações proto fascistas.

Não faltam motivos para os médicos, os trabalhadores do hospital, as mulheres que usam os serviços e toda a população repudiar o oportunismo de Eduardo Bolsonaro que quer se promover por uma função que deveria ser natural para os políticos, destinar verbas públicas para os serviços públicos. Enquanto ele fala de trabalho sério, sabemos que seus esforços vem sendo o de perseguição aos direitos humanos, especialmente o das mulheres, negros e LGBTs.

O Esquerda Diário é uma mídia militante e quer servir como ferramenta dos trabalhadores e oprimidos para denunciar os ricos, políticos privilegiados e mídias vendidas que mentem e manipulam para favorecer seus interesses. Durante todo o processo de impeachment denunciamos o papel reacionário dos golpistas que tem na família Bolsonaro sua expressão mais asquerosa e alentamos uma luta dos trabalhadores e oprimidos que tire as lições da derrota do PT para ter a força necessária para derrotar Temer e seus ataques. Se Eduardo Bolsonaro se incomoda com nosso trabalho é um sinal de que estamos no caminho certo.




Tópicos relacionados

Mulher   /    Violência contra a Mulher   /    Política

Comentários

Comentar