Sociedade

FUNCIONALISMO

Bolsonaro compartilha vídeo de Weintraub dizendo que concursos selecionam esquerdistas

Em mais uma fala delirante Weintraub acusa provas de concursos públicos de selecionarem esquerdistas. Ministro apontou como prova uso da palavra "estadunidense" e afirmou que essa seleção começou desde o governo FHC.

segunda-feira 13 de janeiro| Edição do dia

Os delírios ideológicos da ala olavista do governo são sempre frequentes. Dessa vez, Weintraub falando sobre a composição dos servidores federais - cerca de 600 mil segundo ele - afirmou que os "concursos selecionam esquerdistas".

Sem argumentos para sustentar a afirmação Weintraub apontou o uso da palavra estadunidense como indício da formulação das provas com direcionamento a pessoas de esquerda. Mesmo a palavra constando em todos os dicionários como sinônimo de "norte-americano".

A confusão ideológica de Weintraub é tamanha que ele responsabilizou esse direcionamento tanto aos governos petistas quanto às gestões tucanas, dizendo que tudo começou com FHC.

A manobra de Weintraub busca separar sua nova direita da "direita dos 90", os tucanos, que em seus anos no poder aplicaram a mesma desastrosa agenda de ajustes e privatizações.

Sem dúvida os ataques verbais de Weintraub ao funcionalismo tem como intuito legitimar o caminho da reforma administrativa, o novo ataque prioritário previsto por Bolsonaro e Guedes, que visa impor diversos ataques a carreira do funcionalismo.

O compartilhamento do vídeo por Bolsonaro mostra que a fala agradou ao chefe, que ainda acrescentou na legenda: "Caso fosse perguntado numa prova: após a saída de João Goulart, em 1964, quem assumiu a presidência da república? Qual sua resposta?", como mostra da neutralidade pretendida por Bolsonaro nos seus futuros concursos.




Tópicos relacionados

Abraham Weintraub   /    Jair Bolsonaro   /    Sociedade

Comentários

Comentar