Política

ATAQUES A LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Bolsonaro ameaça jornalistas após pesquisa apontar que 58% dos ataques à imprensa vem dele

De acordo com os dados divulgados pela entidade, dos 208 ataques à categoria de jornalistas, em 2019, cerca de 121 foram feitos pelo presidente. Bolsonaro ameaçou não falar mais com a imprensa até que seja retirado um suposto processo contra ele.

quarta-feira 22 de janeiro| Edição do dia

Imagem: Adriano Machado/Reuters

Após o relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) apontar que Jair Bolsonaro foi responsável por promover 58% dos ataques, o presidente declarou nesta quarta-feira (22) que evitará falar com a imprensa. Pouco antes, o presidente ironizou os resultados do relatório produzido pela federação, conforme pode ser visto aqui.

De acordo com os dados divulgados pela entidade, dos 208 ataques à categoria de jornalistas, em 2019, cerca de 121 foram feitos pelo presidente. Sendo assim, Bolsonaro segue tentando desqualificar os meios de comunicação, mesmo os burgueses que apoiam diretamente seu pacote de reformas neoliberal, apoiando somente aqueles que são diretamente Bolsonarista, como SBT e Record, que recebem mais verba publicitária, conforme aponta a Folha.

Sobre a declaração dada pelo presidente, além de reforçar novamente o resultado do relatório, houve também a menção de um suposto processo contra ele da "Associação Nacional de Jornalistas".

"Eu quero falar com vocês, mas a Associação Nacional de Jornalistas diz que, quando eu falo, eu agrido vocês. Como eu sou uma pessoa da paz, não vou dar entrevista. Não posso agredir vocês aí. Manda tirar o processo que eu volto a conversar", disse Bolsonaro.

O Palácio do Planalto não soube informar, até o momento, de qual processo se trata, o que não permite maior detalhamento sobre. No entanto, as recentes ações de fortalecimento de mídias abertamente Bolsonaristas, combinadas aos ataques aos outros meios de comunicação que façam qualquer tipo de crítica, só demonstram o nível de reacionarismo do governo.

Com informações da Agencia Estado




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Imprensa Mundial   /    Política

Comentários

Comentar