Política

BOLSONARO

Bolsonaro afirma que índios são massa de manobra para a criação de novas nações

sexta-feira 1º de setembro| Edição do dia

Bolsonaro está rodando o país em campanha eleitoral desde o começo de 2017, e no seu discurso mais recente expôs uma "complexa" teoria da conspiração na qual os povos indígenas seriam massa de manobra do interesse imperialista para dominar a Amazônia.

O vídeo foi publicado hoje em sua página, e nele Bolsonaro expõe o que parece ser uma bizarra teoria da conspiração, mas no fundo seu objetivo é defender "nenhum centímetro para quilombola ou reserva indígena" como declarou em outro momento. Sobre os quilombolas, inclusive, Bolsonaro já chegou a dizer que "nem para procriar servem mais".

O povo indígena, aquele que foi massacrado pelos portugueses para que estes construíssem suas nações, estes mesmos que hoje não tem nenhum reconhecimento do estado, que tenta a todo custo acabar com a Funai, acabar com as reservas entregando-às à Mineração, acabar com seus rios construído a Belo Monte, apesar de tudo se levanta e começa a se organizar, seja exigindo sua reserva, o Jaraguá em São Paulo, seja indo até brasília e, apesar de nenhum apoio das Centrais Sindicais, se enfrentado no início do ano para impor seus direitos ao governo golpista de Temer. Por isso é que Bolsonaro escolheu falar contra eles.

Bolsonaro quer na realidade defender os interesses dos grandes latifundiários, estes sim, que invadem todos os dias a Amazônia, que deveria ser nossa. Invadem chacinando os sem-terra como o caso dos 10 no Pará assassinados pela polícia, os Quilombola, os indígenas, queimando toda a mata para colocar gado ou mineração.

De quebra, Bolsonaro nada fala sobre o leilão da Amazônia por Temer, suspenso porém não cancelado, obviamente. Afinal, Bolsonaro ajudou Temer a ser presidente durante o golpe institucional.

A farsa do discurso "contra os estrangeiros" serve para encobertar os interesses do latifúndio, dos plantadores de soja, dos coronéis que assassinam todos os dias a população rural, praticam trabalho escravo em suas terras e querem mesmo é acabar com a Amazônia.




Tópicos relacionados

Floresta amazônica   /    Indígenas   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar