Sociedade

VEXAME

Bolsonaristas passam vergonha em micro ato em São Paulo

domingo 7 de junho| Edição do dia

Apesar de terem prometido um "ato patriótico", como afirmou uma das organizadoras dos pró-Bolsonaro, Raquel Rezende, apenas cerca de 30 "gatos pingados" apareceram em frente à Fiesp, na Avenida Paulista.

Auto intitulados "Damas de aço", aparentemente as "damas" não são firmes assim, pois, segundo imagens, haviam mais policiais do que manifestantes.

Intimidação pelos grandes atos da esquerda e desgaste do governo Bolsonaro frente sua política com a pandemia podem ter sido motivo para fiasco do "ato", se assim pode ser chamado.

Em outros estados como Brasília e Rio de Janeiro, os atos pró-governo também foram visivelmente menores, além de curtíssima duração.

Uma manifestante fez fala saudando os lutadores de academia, que compuseram os atos do RJ e Brasília.

O resultado do dia, por todo o Brasil, foi a ridicularização desse intento político.

Esses atos se contrastam com a manifestações antirracistas e antifascistas que acontecem em SP, no largo da Batata, E com milhares de pessoas espalhadas pelo país que saíram às ruas apesar de toda a situação sanitária, pois é intragável o que esse governo tem nos feito engolir.

A extrema direita não vai nos intimidar. Seguiremos defendendo as vidas negras que são os que mais morrem pela Covid e pelas balas da polícia, em suas próprias casas. Vidas negras importam! Nenhuma morte será esquecida.
Fora Bolsonaro, Mourão e todos os militares que querem seguir a política nojenta e genocida da nossa cor.




Tópicos relacionados

Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Violência racista   /    Governo Bolsonaro   /    Comitês contra Bolsonaro   /    Extrema-direita   /    Jair Bolsonaro   /    Sociedade   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar