Política

POLÍTICA

Bolsonaristas covardes empurram jornalista que cobria ato golpista de cima de uma escada

segunda-feira 4 de maio| Edição do dia

Durante a manifestação golpista em defesa do presidente Jair Bolsonaro ocorrida no dia de ontem no Palácio do Planalto, em defesa também da liberação das quarentenas e proliferação da covid-19, foi marcada por um show de horrores. Para além da defesa de uma ditadura militar através do fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal, os apoiadores de Jair Bolsonaro também agrediram jornalistas fisicamente, ameaçando de maneira covarde a vida de quem está se arriscando para cobrir os fatos durante a epidemia.

O jornalista cobria a manifestação de cima de uma escada e foi empurrado. A foto foi tirada com ele já caído, cercado de manifestantes golpistas. Bolsonaro afirmou hoje que a agressão teria sido "coisa de infiltrado", não assumindo a responsabilidade por inflamar os defensores da ditadura e grupos fascistas que o apoiam à agredir a imprensa.

O jornalista agredido era do Estadão, mas poderia ter sido qualquer outro órgão de imprensa, não só de empresas grandes, como também da TVT da CUT, e pior ainda jornais independentes. Independentemente da linha editorial de cada jornal, é preciso defender a liberdade de imprensa e, principalmente, as condições de trabalho dos jornalistas, em especial os encarregados da cobertura externa, que se colocam em risco à cada matéria durante a pandemia.

Jair Bolsonaro odeia a liberdade de imprensa porque odeia o debate democrático. Defensor da ditadura, suas últimas ações que desagradaram seu grande companheiro Sérgio Moro (que lhe garantiu que fosse eleito através da prisão de Lula) deixasse o Ministério da Justiça. Fica cada vez mais claro que a defesa da ditadura do clã Bolsonaro também tem a ver com proibir que denunciem a sua ficha podre, seus crimes conhecidos assim como aqueles que não são investigados - incluído suas ligações com milicianos e o conhecimento dos assassinos de Marielle, que segundo aponta investigação, moravam na casa ao lado em seu condomínio.

O Esquerda Diário repudia os ataques à liberdade de imprensa, e em especial, mais ainda, os ataques aos jornalistas que estão cumprindo o seu trabalho cotidianamente.

Leia mais: Bolsonaro junta bando reacionário em Brasília para mostrar força na crise política




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    golpe   /    Política

Comentários

Comentar