Sociedade

Bolsonaristas ameaçam militantes de esquerda com carta e balas de revólver

Em Botucatu, interior de São Paulo, dois militantes de esquerda receberam uma carta com ameaças de morte por conta dos seus posicionamentos políticos contra o Bolsonaro. Além do texto, havia dentro do envelope duas balas de revólver, o que exibe as absurdas práticas do núcleo duro bolsonarista que busca silenciar opositores do governo, no marco desse ser responsável por deixar milhares de pessoas na miséria em meio à crise em curso.

segunda-feira 27 de julho| Edição do dia

Dois militantes de esquerda que moram na região de Botucatu, interior de São Paulo, receberam ameaças de morte por fazerem críticas ao governo Bolsonaro em suas redes sociais. Além da carta que trazia mensagens como “Você é um idiota, fica postando mensagens contra pessoas de bem seu inútil, você é um petista lixo”, ou “Fica esperto, sabemos onde você mora seu lixo, continua com suas postagens que você e sua amiga vão ver só”, havia dentro do envelope duas balas de revólver.

A carta recebida pelo militante, filiado ao PT, e que também menciona uma colega que atua politicamente na região, exibe o caráter reacionário do núcleo bolsonarista que não hesita em perseguir politicamente aqueles que se opõe às políticas do governo, que precarizam cada vez mais a vida dos trabalhadores em meio à pandemia, como a recente aprovação das Medidas Provisórias.

A prática de perseguição política àqueles que se colocam contrários ao governo é absurda, sobretudo no marco dos catastróficos efeitos sociais, causados pelo negacionismo bolsonarista que, conjuntamente com outros setores da direita (como os militares, STF e os governadores) têm feito a classe trabalhadora pagar o preço da crise econômica, social e sanitária atual.

Nesse sentido, nós do Esquerda Diário repudiamos as ações de perseguição política por parte desse grupo que enviou a carta para os militantes que moram na região de Botucatu. Ao mesmo tempo levantamos a necessidade de construção de uma saída independente para a crise atual, contra os efeitos econômicos e sanitários, mas também contra o reacionarismo da direita, sem que nenhum setor que a compõe sejam fortalecidos, tudo isso tendo como objetivo a imposição de uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Censura   /    Jair Bolsonaro   /    Sociedade   /    Esquerda

Comentários

Comentar