Economia

CORONAVÍRUS

Bolsas caem no mundo todo com ação da Fed: capitalistas especulam com a pandemia do coronavírus

segunda-feira 16 de março| Edição do dia

Com as bolsas caindo no mundo todo, para alguns capitalistas o momento é de eliminar a concorrência, utilizando para isso a instrumentalização do pânico causado com a pandemia do coronavírus.

É o caso da Federal Reserve americana, Banco Central dos Estados Unidos, jogando a favor dos seus: reduziu a taxa de juros pela, para a faixa entre 0% a 0,25%, segunda vez em menos de duas semanas, e anunciou a compra de títulos do tesourou no valor de US$ 500 bilhões, e de valores hipotecários em US$ 200 bilhões.

O objetivo é claro, manter a economia capitalista americana funcionando e fazê-la competir com as bolsas de outros países, garantindo que os investimentos dos capitalistas não vão falir, utilizando para isso o massivo investimento do próprio Banco Central.

Na abertura do dia de hoje, a resposta das outras Bolsas à atitude da Fed foi a seguinte:

Bolsa de Frankfurt: opera em queda de 7,56%
Bolsa de Paris: opera em queda de 8,34%
Bolsa de Londres: opera em queda de 6,36%
Bolsa de Madri: opera em queda de 9,51%
Bolsa de Tóquio: fechou em queda de 2,46%%
Bolsa de Xangai: fechou em queda de 3,4%
Bolsa de Seul: fechou em queda de 3,19%.
Bolsa de Sydney: fechou em queda histórica de 9,70%.
(com dados do portal G1.)

O esperado é que os Bancos Centrais dos outros países sigam o mesmo exemplo dos EUA, para poder sobreviver nesta situação. Distintos países capitalistas decidem salvar suas economias - ou seja, seus lucros - em detrimento de salvar as vidas.

Enquanto trilhões serão jogados para salvar as Bolsas - em um jogo de competição entre países - milhares sofrem com os efeitos da destruição dos sistemas de saúde. Estes investimentos, ao invés de garantirem os leitos para os pacientes de Covid-19, garante, ao contrário, a especulação financeira.

A resposta para a crise do coronavírus só pode ser dada pelos trabalhadores, organizando-se nos locais de trabalho para impor medidas que garantam a saúde e o emprego de todos, que imponha testes gratuitos para todos que precisarem, financiado com a taxação das grandes fortunas e com o fim do teto de gastos na saúde e educação já! Nossas vidas valem mais que os lucros deles!




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Economia

Comentários

Comentar