Internacional

ELEIÇÕES AMERICANAS

Boca de Urna confirma que a eleição é quase um referendo sobre Donald Trump

terça-feira 6 de novembro| Edição do dia

Uma "boca de urna" publicada pela rede de notícias da CNN indica que dois terços dos eleitores acreditam que seu voto é definido em torno de Donald Trump e sua governança. Entre esses entrevistados, a maioria disse que votaram para expressar sua oposição ao atual presidente.

A pesquisa também mostra que a maioria acredita que a situação no país está no caminho errado e que o índice de aprovação líquido do presidente é negativo.

Quase 7 de 10 disseram que a economia do país está indo bem, e a maioria das pessoas diz que suas finanças pessoais estão melhores agora do que há dois anos. Claramente, este tema favorece Trump e os republicanos hoje. No entanto, a saúde da economia não é a principal preocupação do eleitorado americano nessas eleições.

Quatro em cada dez eleitores escolheram o sistema de saúde como o problema mais importante que o país enfrenta e sete em cada dez disseram que precisa de grandes mudanças. Imigração segue como o segundo problema mais relevante para os eleitores e, em terceiro lugar, a economia aparece. Apenas 1 em 10 diz que é política de armas.

Com uma lista historicamente diversificada de candidatos nas urnas, cerca de metade dos eleitores afirma que é muito importante que mais mulheres sejam eleitas para cargos públicos, bem como que mais membros de minorias raciais e étnicas sejam eleitos.

Um número considerável, 1 em cada 6 eleitores, diz que esta eleição é a primeira vez que eles votam em um processo eleitoral de meio mandato.

Primeiros resultados

Devido ao extenso território dos EUA, há uma diferença de 4 horas entre os estados que fecham as eleições primeiro e os que duram mais. Com os primeiros estados fechados, na Câmara dos Deputados (que renova a totalidade das cadeiras), os republicanos já garantiram 7 deputados contra 3 democratas de um total de 423 que serão escolhidos.

No Senado, onde os republicanos devem manter a maioria, o primeiro senador confirmado foi o membro independente do bloco democrata Bernie Sanders, que renova sua cadeira no estado de Vermont.




Tópicos relacionados

Estados Unidos   /    Donald Trump   /    Eleições Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar