Economia

Bilionários da América do Sul e Caribe enriquecem durante pandemia enquanto trabalhadores são despedidos

Segundo relatório da ONG Oxfan, os bilionários da América do Sul e Caribe aumentaram a sua própria fortuna em US$ 48,2 bilhões em plena pandemia (o estudo foi realizado entre Março e Junho), enquanto trabalhadores seguem pagando preço pela crise econômica e sanitária em curso.

segunda-feira 27 de julho| Edição do dia

Dentro do relatório, é pontuado o seguinte:

"Desde o princípio dos isolamentos, oito novos bilionários surgiram na região, ou seja, um novo milionário a cada duas semanas, enquanto se estima que até 52 milhões de pessoas se tornarão pobres e 40 milhões perderão seus empregos este ano. A riqueza dessa elite de super milionários da região cresceu 17% desde meados de março: US$ 48,2 bilhões, que equivalem a 38% do total dos pacotes de estímulo que o conjunto de governos implementou e a nove vezes a intervenção do Fundo Monetário Internacional (FMI) com empréstimos de urgência à região até o presente momento".

Enquanto os trabalhadores pagam o preço pela crise econômica em curso, sobretudo na América Latina, os governos têm utilizado o atual período como um pretexto para que sejam promovidos inúmeros ataques às condições de trabalho, mesmo com um pandemia em curso.

Ou seja, em meio ao desemprego e a saúde pública a beira de um colapso, os lucros do capitalistas não deixou de ser uma prioridade em uma situação como essa que atinge não só o Brasil, mas a América Latina de conjunto. Frente a isso, todo o lucro das empresas que apenas entra para o gozo desses empresários, poderia ser redistribuído entre as populações mais afetadas nesse período, aplicando os lucros bilionários de uma única conta para milhares de pessoas em toda a américa latina mediante um controle dos próprios trabalhadores das empresas para medir o quanto é possível abastecer as despensas das famílias com o valor partilhado.

As informações mencionadas na matéria podem ser conferidas aqui




Tópicos relacionados

pandemia   /    Coronavírus   /    Trabalhadores   /    Capitalismo   /    Economia

Comentários

Comentar