Educação

PROFESSORES

Assista vídeo: Bebel bate boca com professora "O"

sábado 12 de agosto| Edição do dia

Nesse sábado, ocorreu um encontro de professores categoria O organizado pela Apeoesp, sindicato dos professores de SP. Longe de divulgar amplamente, e preparar uma batalha séria contra as Reformas Trabalhista e da Previdência, envolvendo as dezenas de milhares professores O que serão ainda mais precarizados, a direção da Apeoesp(CUT e CTB) fez um encontro rotineiro e que pelos limites de suas propostas, não prepara a defesa pela efetivação desses milhares de professores que podem ser demitidos a qualquer momento com a duzentena de Alckmin, e com a Reforma Trabalhista de Temer, poderão ser "O", sem direitos e estabilidade para o resto da vida.

Não bastasse isso, fizeram de tudo para que professores que não concordam com a direção da Apeoesp soubessem do encontro, sequer participassem. Uma série de impedimentos foram colocados para a participação da professora categoria O de Campinas, Grazi Rodrigues. Durante o debate, sua fala e de outras companheiras foram interrompidas, e a diretora da subsede de Campinas, Suely Oliveira, tentou intimidar a companheira. Como se nao bastasse o fato dos principais diretores da Apeoesp estarem mais preocupados em atacar a delegação de professoras e professores de Oposição, do Professores Pela Base - Movimento Nossa Classe, no fim, quando gravavam um vídeo expressando a visão do Encontro, de forma autoritária, Bebel Noronha, presidenta do sindicato dos professores de SP, invade o vídeo em um momento de desespero para atacar a intervenção.

Fica a dúvida Bebel: o encontro era para defender ou atacar as professoras e professores categoria O?

Em breve, cobertura completa no portal Esquerda Diário. Convidamos as professoras e professores a seguir a batalha pela estabilidade e direito dos categoria, defendendo a efetivação de todos que dão aula, assim como organizar a luta por revolucionar a educação brasileira, em um Encontro Nacional de Professores que ocorrerá no próximo dia 19 em São Paulo.




Tópicos relacionados

Educação

Comentários

Comentar