Negr@s

GENOCÍDIO

Basta de impunidade para a polícia racista e assassina! A vida dos jovens negros importam!!

quarta-feira 9 de novembro| Edição do dia

Cinco jovens negros da periferia da Zona Leste de São Paulo tiveram suas vidas tiradas por uma emboscada da Polícia Militar.

César Augusto Gomes da Silva, 19 anos
Jonathan Moreira Ferreira, 18 anos
Caique Henrique Machado Silva, 18 anos
Robson Fernando Donato de Paula, 16 anos
Jonas Ferreira Januário, 30 anos

Todos foram sequestrados, torturados e brutalmente assassinados em pleno Mês da Consciência Negra, escancarando o racismo institucionalizado que existe nas forças de repressão do Brasil. Em uma ação paramilitar de invejar a racista Ku Klux Kan dos Estados Unidos, a Polícia Militar de São Paulo escancara sobre esses jovens negros o seu modus operandi: perseguir, julgar, condenar e executar pobres e negros diariamente. Essa história se repete com Amarildo, Cláudia, Douglas, DG, os mortos nas chacinas de Osasco/SP e Cabula/Ba, e milhares de tantos outros e outras jovens negros no Brasil.

As estatísticas e a realidade do povo negro no Brasil nas mãos da Polícia Militar não são meras fatalidades, são fruto de um passado colonial marcado pela escravização de centenas de milhares de negros africanos trazidos pra cá a força e mantidos escravos pela repressão dos capitães do mato. Após o fim da escravidão, milhares de negros foram marginalizados e obrigados a se submeterem nos postos de trabalho mais precários. Para aqueles negros que a ideologia da democracia racial não conseguia conter e disciplinar, foi criada a força de repressão policial. Durante a ditadura militar, a força de repressão adquiriu o aval das demais instituições do Estado para cumprir seu antigo papel de capitão-do-mato com impunidade.

A transição pactuada da ditadura para a democracia burguesa no Brasil manteve tanto o caráter racista e militar da Polícia, quanto seus privilégios e impunidade. Durante os governos de FHC, Lula e Dilma o que vimos foi uma valorização dessa instituição a nível federal, tendo como ápice as UPP’s (Unidades de Polícia Pacificadora), além de um reforço da ideologia da democracia racial com a institucionalização das pautas do movimento negro. Porém, diante da crise econômica, a velha burguesia herdeira das Casas Grandes resolveu que era hora de aumentar ainda mais a repressão contra o povo negro, e por isso aplicou um golpe para abrir caminho a reformas penais ainda mais punitivas, para aumentar a criminalização do negro e do pobre e legitimar a atuação paramilitar de policiais no extermínio da nossa juventude.

Por isso o movimento negro repudiou o golpe. Agora se faz necessário que os sindicatos e movimentos sociais e populares se coloquem a tarefa de combater os ataques do governo Temer lutando para acabar com os privilégios e impunidade que possui a Polícia Militar, assim como o seu caráter racista. A única maneira de lutar por justiça verdadeira aos cinco jovens da Zona Leste de São Paulo e milhares de outros assassinados covardemente em supostos ”autos-de-resistência” é exigir o fim da investigação interessada da própria Corregedoria da Polícia Militar e o julgamento privilegiado dos responsáveis por um tribunal militar, contrapondo com uma investigação independente feita por organizações de direitos humanos, populares e sindicais, e exigindo um julgamento popular para acabar com a impunidade.

Para isso queremos convocar todos a estarem presente no ato-vigília que está sendo convocado por setores do movimento negro, e aos quais também nos integramos, pois vemos como um importante espaço organizarmos a luta pelo fim da impunidade da PM e contra o racismo intrínseco ao sistema capitalista.

ATO-VIGÍLIA
Em memória dos 5 jovens negros presos, desaparecidos, torturados, mortos e decapitados pela PM na Zona Leste de SP, e tantos outros de todos os dias!

QUINTA-FEIRA | 10 de Novembro | 18h00
Largo São Francisco – AO LADO da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

- FORA ALCKMIN, ASSASSINO! QUE RESPONDA PELOS CRIMES DE VIOLAÇÃO PERMANENTE DOS DIREITOS HUMANOS E PELO GENOCÍDIO NEGRO, CRIME DE LESA-HUMANIDADE, QUE PROMOVE, ELE E SEU PARTIDO, HÁ MAIS DE 20 ANOS EM SP!

- BASTA DE CHACINAS, AUTOS DE RESISTÊNCIA, VIOLÊNCIA E IMPUNIDADE POLICIAL!

- PELO FIM DA POLICIA MILITAR!

- BASTA DE RACISMO E CAPITALISMO!




Tópicos relacionados

Negr@s

Comentários

Comentar