CEDAE

Banco Frances dará empréstimo a 145% de juros ao estado RJ pela privatização da CEDAE

Demar Oliveira

Serviço Social - UERJ

quarta-feira 1º de novembro| Edição do dia

Centenas de trabalhadores da Cedae protestaram hoje em frente ao Palácio Guanabara contra o leilão de privatização da companhia. O governo pemedebista do estado preparou um forte aparato policial com caveirão incluidona frente do Palácio para garantir o leilão

O pregão que inicialmente estava programado para a participação de 11 bancos, incluindo o Bradesco que desistiu recentemente, contou apenas com uma instituição financeira, o francês BNP Paribas, um dos maiores bancos da França e do continente europeu.

A instituição francesa saiu vitoriosa com o empréstimo de R$ 2,9 bilhões ao governo do Estado do Rio de Janeiro com taxa de juros de 145%. Como moeda de troca, o governo do estado do pmdebista e golpista Pezão ofereceu 50% das ações da Cedae.

Os trabalhadores da Cedae vem a mais de um ano lutando em duríssimas batalhas contra a privatização, seja em meio as bombas e balas de borracha da polícia, seja através da justiça. Esse processo de privatização faz parte de um plano de recuperação fiscal das contas do estado, cujo valor da venda de suas ações não pagam nem um mês da folha de pagamento do funcionalismo público estadual.

O diretor do STIPDAENIT, Marco Chabudé falou com o Esquerda Diário sobre o resultado do leilão:




Tópicos relacionados

CEDAE   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar