Política

CORRUPÇÃO ABENÇOADA

Bancada da Bíblia diz que salvou Temer "guiada por Deus"

Durante a votação que decidia os rumos do processo de afastamento de Michel Temer, bancada evangélica votou em bloco pelo fim do processo.

segunda-feira 7 de agosto| Edição do dia

A votação da denúncia de Temer na câmara dos deputados ocorrida na quarta, 2, foi marcada por absurdos e provou que os políticos lá presentes de fato não defendem os interesses da população trabalhadora do Brasil. A bancada da defesa contra os direitos das mulheres não poderia atuar de outra maneira que não fosse apoiar Temer em troca de do apoio deste a pauta reacionária.

Ao serem questionados sobre os motivos de terem livrado Temer das acusações de corrupção, apesar das provas, a grande maioria respondeu terem sido “guiados por Deus” em sua decisão.

Motivada pela aprovação de projetos de lei de sua autoria, a Bancada Evangélica, composta por mais de 80 deputados e deputadas, votou a favor do arquivamento das denúncias de corrupção passiva contra Michel Temer, permitindo que ganhasse mais força para aplicar os importantes ataques como a Reforma da Previdência e consolide a Reforma Trabalhista.

Orientados pelo presidente da Frente Parlamentar Evangélica, Hidekazu Takayama (PSC-PR), as dezenas de deputados votaram a favor de Temer e tiveram peso decisivo a na estreita margem de 37 votos em defesa do golpista. Takayama é o mesmo que prometeu "uma ofensiva contra os gays" e recebeu apoio de Temer para isso.

Não poderia ser diferente a "moral" destes senhores quando se trata de corrupção, afinal estes políticos que também pregam uma "reforma do estado" no sentido de cortar a previdência, aplicar a reforma trabalhista e muitos outros ataques, dependem do estado capitalista e das isenções de impostos que suas igrejas recebem para levar adiante um grande esquema de lavagem de dinheiro no exterior.




Tópicos relacionados

LGBT   /    Direito ao aborto   /    Política

Comentários

Comentar